Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

COLUNA VERTICAL



Quarta-feira, 26.11.08

E AS FREGUESIAS, SENHOR?

por Luís Ablú Dias

 
Com esta teimosia de querer inaugurar qualquer coisa já começa a ser evidente que este executivo municipal só pretende dar música à população. Ligar as luzes de Natal já se tornou uma tradição, tal como qualquer outra a festa.
 
A verdade é que não estou a criticar os eventos ou as iniciativas (que têm o seu mérito), mas deviam ser concretizadas outras obras fundamentais para os munícipes deste concelho, como forma de combater a desertificação, como, por exemplo, terminar, de uma vez por todas, o saneamento básico que ainda falta, arranjar soluções para permitir que os jovens possam construir as suas habitações nas suas terras, sem ser necessário vir para a cidade que, por vezes, nem é a nossa mas sim para outros concelhos que geralmente são os limítrofes.
 
Faz falta uma política séria e visível para todo concelho de Abrantes. Sabemos que, em termos de votos, algumas freguesias contam pouco para o peso eleitoral do concelho. Talvez, por isso, não são beneficiados com nada de nada.
 
As juntas de freguesia ou fazem o que mandam os senhores da câmara de Abrantes ou, então, começam a ser desprezadas ou mesmo esquecidas nas suas reivindicações. Se forem da cor contrária, estão ainda em pior situação, sejam eles quem forem. No final de tudo, quem paga a factura são os habitantes das freguesias, em particular, e o concelho de Abrantes. em geral.

Qualquer dia as populações das freguesias revoltam-se e sobem à cidade de Abrantes para mostrar o seu desagrado e decepção a este executivo socialista. Só são lembradas ou em dias de festa, em que é sempre bom aparecer alguém do executivo, ou, então, em campanha eleitoral na perfeita sensação de caça ao voto. O povo parece calmo e sereno, mas não é parvo e muito menos deixa de sentir o desprezo e abandono a que foram e estão sujeitos.
 
Aqui sim, nestas freguesias felizmente os presépios e a árvore de Natal são genuínas e reveladores do verdadeiro espírito de Natal, aquele que deveremos ter sempre presente: o de saber dar e receber.
 
O que estas pessoas querem é, tão-só e apenas, algum conforto e respeito por quem também trabalha e muito, andando há anos à espera de uma atenção da câmara de Abrantes porque também são, somos todos abrantinos.
 
Não podemos esquecer que pagamos todos os nossos impostos e todos honramos os nossos compromissos.
 
Às vezes penso que estou a ser injusto, pois eles afinal lembram-se de nós, principalmente em altura de eleições.
 
Aproximando-se esta época Natalícia, desejo a todos um Santo e Feliz Natal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quarta-feira, 26.11.08

AS FREGUESIAS E A CIDADE (I)

Defendemos uma política de integração nas freguesias que permita aos jovens estabelecerem-se na terra de onde são naturais, porque este é o único caminho para a afirmação de Abrantes como verdadeira potência regional.

 

O crescimento da cidade de Abrantes não se pode fazer à custa das freguesias.

 

Pelo contrário, o crescimento da cidade de Abrantes decorrerá necessariamente do desenvolvimento harmonioso de todo o concelho e das suas freguesias.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Perfil

3.jpg



Visitantes


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Quimeras


Alma, Eléctrico!


Livros

Capa - 3ª Edição.jpg

Capa - Frente.jpg

Capa Bocage.jpg 

Capa.jpg 

Eléctrico - Um Clube com Alma.jpg

Mistério Sant Quat (I).jpg


Livros-vídeo


eBooks




calendário

Novembro 2008

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D