Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

COLUNA VERTICAL



Quinta-feira, 30.04.15

Natação: Náutico “carrega” títulos

 desportoemabrantes Edição nº31 - Abril de 2015 

Náutico 1.jpg

O clube abrantino disputou o Torneio Inter-Regional de Velocidade, no dia 1 de Março, em Tomar, tendo alcançado 12 pódios (6 deles, de Campeão).

Náutico 2.jpg

No Campeonato Distrital de Categorias, realizado em Coruche, entre os dias 13 e 15 de Março, o balanço saldou-se por: 52 títulos de Campeão Distrital, 17 Vice-Campeões e 12 de bronze.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quinta-feira, 30.04.15

Futsal: Patos com novas conquistas

desportoemabrantes Edição nº31 - Abril de 2015  

Patos 1.jpg

O C.D. "Os Patos" venceu a Taça de Futsal Seniores Masculinos, depois da vitória (1-6), em Torres Novas, no dia 7 de Março, frente ao Ferreira do Zêzere.

Patos 2.jpg

No dia 14 do mesmo mês, novo título, desta feita na Taça de Juniores.

O jogo decisivo, frente ao Fátima, terminou com a vitória rossiense, por 4-10.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quinta-feira, 30.04.15

Inscrições abertas para aulas de zumba em Martinchel

Zumba 2.jpg

Zumba 1.jpg

A ACLAMA – Associação Cultural Os Amigos de Martinchel, promoveu no passado dia 26 de Abril de 2015, a 3ª Aula de Zumba na sede desta associação. Esta iniciativa apoiada pelo programa FINABRANTES, mobilizou 20 participantes.

A aula teve início pelas 16h00, e compreendeu um momento de dança, exercício e convívio. Esta atividade foi integrada no programa de comemorações do 25 de Abril, na qual as presentes trouxeram peças de roupa vermelhas.

Informa-se todos/as os/as interessados/as, que a partir de 5 de Maio, inclusive, a ACLAMA dará inicio a aulas de zumba, que terão lugar todas as 3ª feiras das 18h00 às 19h00, na EB1 de Martinchel. Inscrições abertas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quarta-feira, 29.04.15

Futebol: Joana Marchão premiada

 desportoemabrantes Edição nº31 - Abril de 2015 

Joana Marchão.jpg

Joana Marchão recebeu no dia 2 de Março, o Prémio de Melhor Jogadora da primeira volta do Nacional Feminino de Futebol, numa iniciativa do Sindicato de Jogadores Profissionais de Futebol.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Terça-feira, 28.04.15

25 de Abril em Martinchel

25 de Abril 1.jpg

25 de Abril 2.jpg 

No âmbito das comemorações do 25 de Abril, a ACLAMA – Associação Cultural Os Amigos de Martinchel, promoveu no passado dia 26 de Abril, um programa de atividades, que compreendeu uma Caminhada, um Almoço Convívio e Animação.

A caminhada teve início pelas 9h30, e aderiram à mesma 11 participante que ao longo do percurso puderam observar as bonitas paisagens junto ao rio.

O almoço convívio contou com cerca de 60 participantes, que desfrutaram de um belo de um cozido à portuguesa. Durante o almoço todos/as os/as presentes desfrutaram ainda de um espetáculo de malabarismo, e posteriormente de jogos tradicionais, ambas as animações dinamizadas pela Associação de Jovens Meganimação.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Terça-feira, 28.04.15

Muito barulho para nada

Vasco Pulido Valente - Público de 24-4-2015

(...) O PS, como um bom aluno, um dos melhores da classe, jura agora respeitar os compromissos que Portugal tomou e, principalmente, os credores da sua imensa dívida — com a Europa e os mercados não se brinca. Mas, respeitando a autoridade, não lhe sobra grande espaço para promover o crescimento ou para aliviar a vária miséria dos portugueses. Depois de muito anseio e algumas voltinhas, Costa acabou por engolir a receita tradicional: “aliviar” a crise, prolongando por mais tempo a austeridade. Isto evidentemente não traz, no imediato, um especial alívio ao português comum: e — pior ainda — não garante que o alívio de hoje não seja amanhã o princípio de um novo desastre.   

De qualquer maneira, o PS nem nesta sua versão respeitosa se consegue libertar dos seus velhos vícios. (...)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Terça-feira, 28.04.15

Laia 3ª no Nacional de Fundo

 desportoemabrantes Edição nº31 - Abril de 2015

Laia.jpg

Francisca Laia, do C.D. “Os Patos”, alcançou o terceiro lugar no Campeonato Nacional de Fundo, em Canoagem, na especialidade de K1 Seniores Femininos.

A competição realizou-se em Melres (Gondomar), no dia 14 de Março.

Em K1 Juniores Femininos, Margarida Neves foi 6ª e em K1 Iniciados Femininos, Rita Pereira terminou no 8º lugar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Segunda-feira, 27.04.15

Hoje às 18H

Évora 1.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Domingo, 26.04.15

A (grande) diferença entre as Cruzadas e a Jihad

Autoria e outros dados (tags, etc)

Domingo, 26.04.15

Cândido Ferreira é candidato às presidenciais

TVI24 de 25-4-2015

Cândido Ferreira.jpg

O médico Cândido Ferreira, que apresentou este sábado a sua candidatura à Presidência da República, defendeu a necessidade de acabar “com tanta exploração e tanta austeridade” e fez várias críticas ao atual Chefe de Estado, Cavaco Silva.

Nunca tantos portugueses sofreram tanto, às mãos de tão poucos e sem que o Presidente da República alguma vez tivesse tomado alguma atitude firme em prol do nosso povo."

O médico nefrologista intervinha perante cerca de 200 pessoas, que encheram o salão da Junta de Freguesia de Febres, localidade do concelho de Cantanhede, no distrito de Coimbra, onde Cândido Ferreira nasceu. (...)

O antigo presidente da Federação de Leiria do PS disse que vai protagonizar uma “candidatura independente, do povo, com o povo e para o povo, para romper com a política tradicional e sem outras obediências que não sejam o respeito pela lei, pelos princípios e pelos valores” consagrados na CRP. 

Uma candidatura responsável e credível, capaz de federar o descontentamento e de granjear apoios, porque as eleições se ganham com propostas sensatas e mobilizadoras."

Quarenta e um anos após a Revolução do 25 de Abril, “em que foi possível construir uma sociedade mais livre, mais justa e mais solidária, os desequilíbrios foram-se instalando na sociedade portuguesa”, lamentou. 

Hoje, nenhum cidadão se encontra a salvo do contra-ataque neoliberal”, referiu Cândido Ferreira, ao salientar que, “vivendo em plena austeridade, os portugueses e portuguesas temem pelo seu futuro, de novo vítimas inocentes, agora à mercê do capitalismo descontrolado e selvagem”. 

Cabe ao Presidente da República “ser um protagonista atento ao desenrolar da luta política, gerando consensos e não clivagens, enquanto garantia da unidade do Estado e do regular funcionamento das instituições”, defendeu. 

Cândido Ferreira disse que, se for o escolhido dos portugueses, reformará os serviços da Presidência, “visando uma diminuição drástica dos seus custos de funcionamento, que aumentaram quase 200 vezes” desde a Presidência de Ramalho Eanes. 

É tempo de dizermos basta a tanta exploração e tanta austeridade. Impressiona, ainda, o silêncio do atual Presidente da República perante a corrupção."

O candidato disse que “a classe dominante parece gozar de amnistia geral”, enquanto “todos os anos passam milhares de jovens pelas prisões, cujo único crime é não poderem pagar pequenas multas”.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Domingo, 26.04.15

Goëthe (frase) e fotos de Évora

A frase é de Goëthe ("Remar contra a maré é difícil mas enrijece") e as fotos são de Évora (as da coluna lateral são de João Dias e Ricardo Fidalgo)

Évora.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sábado, 25.04.15

"A TERRA DE NINGUÉM" - Locais e datas

Capa.jpg"A TERRA DE NINGUÉM", como o próprio nome indica, é uma reflexão extremamente crítica à governação de uma geração de eucaliptos que reduziu o território português à estreita faixa litoral Lisboa/Porto e o espaço do debate público à estreita faixa dogmática do politicamente correcto.

Um pequeno território com oito milhões de habitantes é uma pequena cidade. Acontece que os sucessivos governos, em vez de governarem Portugal como se fosse uma cidade, governam Lisboa como se fosse o país.

Tenho a consciência de que a guerra contra a ditadura dos eucaliptos é uma guerra perdida mas aqueles que vivem a leste da A1, a verdadeira fronteira de Portugal, têm o dever de resistir até ao último homem.

O sucesso desta minha iniciativa depende, obviamente, da mobilização dos meus amigos e conhecidos. Sem a vossa ajuda, todo o esforço será inútil.

Venho, por isso, pedir-vos para colaborarem, participando nas apresentações do livro que vão tendo lugar a partir do próximo dia 27 de Abril, em Évora, e divulgando-as junto dos vossos amigos e conhecidos:

ÉVORA – 27 de Abril, às 18H, na sede do Conselho Distrital de Évora da Ordem dos Advogados (oradores: Dr. João Alves Pimenta, Dr. Carlos Florentino e Dr.ª Maria José Espadeiro)

VISEU – 8 de Maio, às 18H, no Clube de Viseu (oradores: Dr. Amândio Pires de Almeida e Juiz Conselheiro Dr. José Mesquita)

LISBOA – 11 de Maio, às 18H, na sede da Ordem dos Advogados (oradores: Dr.ª Elina Fraga e Juiz Conselheiro Dr. Abrantes Geraldes).

ABRANTES – 14 de Maio, às 21H, na Biblioteca Municipal (oradores: Dr. Eurico Heitor Consciência, Dr. Rolando Silva, Dr.ª Ana Soares Mendes, Margarida Trincão e Dr. Francisco Lopes)

PORTALEGRE – 23 de Maio, às 18H, na Praça do Município (oradores: Dr.ª Adelaide Teixeira, Dr. António Pratas, Dr. Manuel Isaac Correia e Dr. Jorge Mangerona)

PONTE DE SOR -  28 de Maio, às 18H, no Centro de Artes e Cultura, integrado na Feira do Livro (oradores: Dr.ª Maria João Adegas e vereadora Dr.ª Sérgia Bettencourt)

SETÚBAL -  29 de Maio, às 18H, na delegação da Ordem dos Advogados (oradores: Dr. Rui Chumbita Nunes e Juiz Conselheiro Dr. José Fonseca da Paz)

BARCELOS -  30 de Maio, às 12H, no Colégio La Salle

Estão ainda por agendar sessões de apresentação em Bragança (Junho), Monforte (Junho) e Arronches (Julho).

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sexta-feira, 24.04.15

Não são apóstolos, mas são crentes

Pedro Sousa Carvalho - Público de 24-4-2015

António Costa encomendou a um grupo de 12 economistas a preparação de um documento que servirá de inspiração para a elaboração do programa eleitoral dos socialistas. Agora caberá aos órgãos sociais do PS fazer uma avaliação política. Na comissão política nacional do partido já houve quem torcesse o nariz e olhasse para a proposta do “despedimento conciliatório” como uma grande guinada neoliberal. Não é de admirar. Grande parte das ideias do documento, sobretudo as relacionadas com o mercado de trabalho, vem dos trabalhos e dos livros de Mário Centeno, um economista que veio de Harvard com ideias liberais. Um académico que, por exemplo, em relação ao salário mínimo nacional, tem uma opinião diametralmente oposta à de António Costa. O que só abona em favor de Costa o ter contratado. Economistas "yes-man" já os deve ter de sobra no Largo do Rato.

Mas como já admitiu o secretário-geral do PS, “este é um relatório técnico, não é a Bíblia, nem estes senhores, que são economistas, são os apóstolos”. São doze, mas é mera coincidência. Não são apóstolos, mas são crentes. Se algum dos apóstolos se chamasse Tomé e olhasse para as previsões do cenário macroeconómico do PS, era capaz de desconfiar e de querer ver para crer. Desemprego de 7,4% no final da década? E a maioria prevê 11,1%? Mas isto são previsões de economistas. Valem o que valem, ou seja, valem muito pouco. Outros 12 economistas que não estes seriam capazes de jurar a pés juntos que as previsões são outras e não estariam a blasfemar. (...)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sexta-feira, 24.04.15

RIbanho - Luís Afonso (texto) e Carlos Rico (desenho)

Tira 114 22-04-05.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sexta-feira, 24.04.15

Para um sistema eleitoral justo e mais democrático

António José Fernandes - Público de 23-4-2015

A Constituição da III República Portuguesa (CRP), promulgada em 2 de Abril de 1976, estabeleceu, na sua versão original (artigo 155.º), que "os deputados são eleitos segundo o sistema eleitoral de representação proporcional e o método da média mais alta de Hondt" e que "a lei não pode estabelecer limites à conversão dos votos em mandatos por exigência de uma percentagem de votos nacional mínima". (...)

Ora, sabendo-se que o processo de representação proporcional seguindo o método de Hondt é grandemente injusto, pois beneficia significativamente os partidos políticos de grande expressão eleitoral em prejuízo dos partidos mais pequenos, (...) e sabendo-se também que as listas fechadas expressam a vontade dos directórios dos partidos políticos e limitam a liberdade de escolha dos eleitores, impedindo-os de votar nos candidatos da sua preferência; por que razão não se aproveita este período pré-eleitoral para se proceder à alteração do sistema eleitoral em vigor? (...)

Para esse efeito, não é necessário modificar a geografia eleitoral, nem substituir o processo de representação proporcional plasmado na CRP de 1976 desde a sua origem. Basta introduzir duas pequenas alterações na Lei Eleitoral que está em vigor, a saber:

a) Substituir o método de Hondt pelo método dinamarquês, que consiste em dividir os votos obtidos por cada partido ou coligação por 1, 4, 7, 10, 13, etc., em vez de os dividir por 1, 2, 3, 4, 5, etc., como estabelece o método de Hondt;

b) Introduzir o direito de voto preferencial e, consequentemente, possibilitar a apresentação de candidaturas por listas abertas, ordenando os candidatos por ordem alfabética nas respectivas listas, permitindo aos eleitores que votem no partido político da sua preferência e que, dentro da lista deste, escolham o seu candidato preferido.

E, assim, serão inteiramente salvaguardados e respeitados os princípios da liberdade, da igualdade e da proporcionalidade, e Portugal terá o sistema eleitoral mais justo e democrático do mundo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/5



Perfil

3.jpg



Visitantes


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Quimeras


Alma, Eléctrico!


Livros

Capa - 3ª Edição.jpg

Capa - Frente.jpg

Capa Bocage.jpg 

Capa.jpg 

Eléctrico - Um Clube com Alma.jpg

Mistério Sant Quat (I).jpg


Livros-vídeo


eBooks




calendário

Abril 2015

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D