Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

COLUNA VERTICAL



Quinta-feira, 18.06.15

Os clubes de Lisboa

Santana-Maia Leonardo - Diário As Beiras de 16-4-2015 

0 SM 1.jpg

Os campeonatos do mundo de futebol são campeonatos entre países; os campeonatos nacionais são campeonatos entre cidades/regiões. E é muito fácil saber a cidade que representa cada clube. Desta vez também não foi excepção. Benfica e Sporting ganharam, respectivamente, o campeonato e a Taça de Portugal e foram naturalmente recebidos pelo presidente da câmara da sua cidade que enalteceu a importância para Lisboa das vitórias dos dois clubes da cidade. O mesmo sucedeu quando o Vitória de Setúbal, o Vitória de Guimarães ou a Académica venceram a Taça de Portugal.

Ora, num confronto entre selecções ou entre clubes, o que se espera de gente honrada é que torça pela selecção do seu país ou pelo clube da sua cidade, independentemente da sua qualidade futebolística. O critério “porque o outro é melhor ou é o maior” só seduz os lambe-botas e os oportunistas.

Tenho hoje uma grande admiração pelos vimaranenses. O Vitória de Guimarães foi fundado por um sócio do Vitória de Setúbal que foi viver para Guimarães. E com ele transportou o mesmo espírito do Vitória e da cidade de Setúbal que ainda perdurava no meu tempo: nunca se render ao poder de Roma. E hoje, para minha grande tristeza, tenho de reconhecer que Guimarães e o seu Vitória são a única aldeia gaulesa que resiste ao poder de Roma.

Mas esta subserviência do povo português ao poder imperial de Roma (os clubes de Lisboa reúnem mais de 70% dos adeptos portugueses, segundo o último estudo da UEFA, o que é um caso único no futebol mundial e que nos devia envergonhar a todos porque revela um grau de sabujice inqualificável) é bem reveladora da nossa hipocrisia. Passamos a vida a gritar contra os grandes, mas nunca nos colocamos ao lado dos pequenos, mesmo quando os pequenos são os nossos.

Em Portugal, os grandes, sejam no futebol ou no que quer que seja, ficam com tudo e dão aos pequenos apenas as migalhas. Somos o país da Europa com maiores diferenças entre pobres e ricos e o futebol espelha isso mesmo. Mas não vejo nenhum benfiquista, sportinguista ou portista preocupado com isso. Pelo contrário, ainda acham que o seu clube devia arrecadar mais, tratando os outros clubes como meros figurantes do espectáculo. O simples facto de irem jogar a casa dos pequenos uma vez por ano chega a ser apontado pelos grandes, do alto da sua arrogância, como uma esmola que os pequenos deviam humildemente agradecer. Quando fazem parte do clube dos grandes, até os adeptos mais pobres e mais miseráveis são incapazes de defender os direitos dos clubes mais pequenos e mais pobres.

Estar do lado dos vencedores no futebol não custa nada. Basta escolher um clube ganhador. Difícil é torcer pelos nossos e ajudá-los a ganhar. Quando em Aljubarrota se afrontaram o exército português e o exército castelhano, é bom não esquecer que uma grande maioria de portugueses se colocou ao lado de Castela e pelas mesmas razões que hoje muitos portugueses se colocam ao lado dos grandes de Lisboa contra o clube da sua terra. Em Aljubarrota, só os portugueses de alma grande escolheram o lado de D. Nuno e de Portugal. Ou seja, o lado do seu país independentemente da desproporção das forças em confronto.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Perfil

3.jpg



Visitantes


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Quimeras


Alma, Eléctrico!


Livros

Capa - 3ª Edição.jpg

Capa - Frente.jpg

Capa Bocage.jpg 

Capa.jpg 

Eléctrico - Um Clube com Alma.jpg

Mistério Sant Quat (I).jpg


Livros-vídeo


eBooks




calendário

Junho 2015

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
282930

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D