Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

COLUNA VERTICAL



Quinta-feira, 30.03.17

Amor incondicional

Tintim 1.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Domingo, 26.03.17

Entrevista de Manuel José ao jornal A Bola

Goste-se ou não de Manuel José, tem de se lhe reconhecer, pelo menos, uma qualidade, se bem que, para a maioria dos portugeses, seja um defeito: não é um homem de meias-palavras, nem de palmadinhas nas costas como os portugueses tanto gostam.

E quando lhe perguntaram se houve alguma equipa portuguesa que teve pena de não ter treinado, gostei de o ouvir nomear o Vitória de Setúbal e a Académica, bem como a sua explicação: são dois clubes de duas cidades que gostam de futebol de qualidade e que priveligiam o futebol-espectáculo, equiparando o futebol do Vitória de Fernando Vaz e de José Maria Pedroto ao futebol do Barça de Cruijff e do tiki-taka de Guardiola.

Da entrevista destaco duas passagens que deviam revoltar os verdadeiros adeptos do futebol e, sobretudo, os adeptos do Vitória e de todos os clubes do campeonato português que não nasceram para satélites dos clubes de Lisboa e Porto.

Manuel José.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Domingo, 26.03.17

As mulheres trabalham mais do que os homens

Mulheres.jpeg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sexta-feira, 24.03.17

A minha homenagem a Johan Cruijff

Cruijff.jpg

Johan Cruijff faleceu no dia 24 de março de 2016, ou seja, há precisamente um ano.

Para quem gosta de futebol como jogo e espectáculo, ou seja, para além das paixões clubísticas, não pode deixar de estar eternamente agradecido a Johan Cruijff.

Johan Cruijff foi muito mais do que um dos maiores futebolistas mundiais de todos os tempos, ao ponto de se poder dizer que existe um futebol a. C (antes de Cruijff) e um futebol d.C (depois de Cruijff).

O Ajax e a Holanda de Cruijff, a célebre Laranja Mecânica, revolucionaram o futebol, introduzindo o novo conceito do “futebol total”, deixando de haver compartimentos estanques entre defesas, médios e avançados.

Com o Ajax de Cruijff, todos os jogadores passaram a estar envolvidos quer no processo atacante, quer no processo defensivo. Tratava-se de um modelo de jogo revolucionário que privilegiava o futebol-espectáculo e o futebol ofensivo, rompendo com o modelo ultra-defensivo italiano do célebre catenaccio que se tinha imposto na Europa na década de 60 e que ainda hoje tem os seus adeptos.

Cruijff foi sempre um militante convicto do futebol-espectáculo, quer como futebolista, quer como treinador, considerando, inclusive, que era preferível perder jogando ofensivamente e arriscando do que vencer privilegiando os modelos defensivos e o anti-jogo.

E foi precisamente como treinador do Barcelona, o outro clube a que está ligado para a vida eterna, que voltou a pôr em prática as suas ideias e o seu modelo de jogo, lançando as bases que fizeram do Barça a maior e mais temível potência do séc. XXI, um clube que faz do futebol-espectáculo, do processo ofensivo, da recuperação e circulação de bola a sua imagem de marca.

Se hoje sou um adepto incondicional do Barça, devo-o a Johan Cruijff, ideólogo militante do futebol-espectáculo e fundador do Barça de Ronaldinho, Messi, Iniesta, Xavi e Guardiola.

Não podia, por isso, deixar de comprar e vestir a sua camisola quando, no passado dia 13 de Março, visitei o Amesterdão ArenA e o museu do Ajax.

Cruijff 1.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Terça-feira, 21.03.17

A preocupação dos portugueses em relação aos tipos de roubo

Roubos.jpeg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Segunda-feira, 20.03.17

O mítico Ajax de Amsterdão

 Ajax 1.jpg

Em 1968, recém-chegado a Ponte de Sor, quando frequentava a 3.ª classe, deparei-me, para surpresa minha, com o facto de todos os alunos serem do Benfica e do Sporting. No entanto, nos pequenos torneios que disputávamos entre nós, para além da equipa do Benfica e do Sporting, havia sempre uma outra equipa que ganhava cada vez mais adeptos entre a garotada: nada mais nada menos do que o Ajax que, nesse ano, tinha despontado e deslumbrava a Europa com o seu futebol total. E como eu era o único adepto do Vitória, passei a jogar naturalmente pelo Ajax.

Foi, por isso, com alguma emoção que vesti a camisola do Ajax e assisti ao jogo Ajax – Twente no Amsterdão ArenA, no passado dia 12 de Março, um estádio da última geração, que permite fechar a cobertura e com mais de 50 mil lugares.

O palmarés do Ajax é, aliás, muito superior ao palmarés de qualquer clube português. O Ajax tem 4 Ligas dos Campeões (71, 72, 73 e 95), 1 Taça das Taças (87), 1 Taças Uefa (92), 3 Supertaças europeias (72, 73 e 95) e 2 Taças Intercontinentais (2).

O Ajax foi, juntamente com a Juventus, o Bayern e o Barcelona, a única equipa a ganhar as três maiores competições da Europa.

E se o Ajax de Cruijff dos anos 70, como o seu “futebol total”, marcou uma época e revolucionou o futebol mundial, transformando-o num espectáculo altamente profissionalizado, o Ajax de Frank Rijkaard e Marco van Basten dos anos 80 e o Ajax de Van Gaal dos anos 90 mantiveram o clube entre a elite do futebol mundial.

No entanto, apesar deste passado glorioso, bastante recente e duradoiro, saliente-se, a verdade é que, com a criação da Liga dos Campeões e a centralização dos direitos televisivos, ou seja, com a transformação do futebol numa indústria, o Ajax deixou de ter condições para poder aspirar a outros voos e vai ter de se contentar, tal como as equipas portuguesas, belgas, turcas e gregas, a um lugar na segunda divisão europeia.

Ajax 2.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sábado, 18.03.17

Isso é que era bão!

Brasil e Portugal.jpeg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sexta-feira, 17.03.17

Reflexão sobre a amizade

«Na necessidade se conhecem os amigos

(Énio)

 

«Ter muitos amigos é não ter nenhum.»

(Aristóteles)

 

«A única maneira de conseguir um amigo é sê-lo.»

(R. Emerson)

 

«Um amigo é aquele que sabe tudo a nosso respeito e que, apesar disso, ainda gosta de nós».

(Frank Hubbard)

 

«É mais vergonhoso desconfiar-se dos amigos do que ser por eles enganado»

(La Rochefoucauld)

 

«O amigo de toda a gente só é amigo de si próprio.»

(Claude Aveline)

 

«Foi-nos ordenado que perdoássemos aos nossos inimigos, mas não está escrito em lado algum que devamos perdoar aos nossos amigos.»

(Cosme de Médecis)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quinta-feira, 16.03.17

A votação faz o ladrão

Ladrão.jpeg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Segunda-feira, 13.03.17

Pensamento(s) de George Orwell

George Orwell.jpg

"Quem escreve sobre política tem o dever de ser especialmente exigente com a sua família ideológica."

"Numa época de mentiras universais, dizer a verdade é um acto revolucionário."

"Algumas ideias e opiniões são tão disparatadas que é preciso pertencer à “intelligentzia” para conseguir acreditar nelas."

"Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Tudo o resto é publicidade."

"Todos os animais são iguais, mas uns são mais iguais que outros."

"Se a liberdade significa alguma coisa, será sobretudo o direito de dizer às outras pessoas o que elas não querem ouvir."

"A maneira mais rápida de acabar com uma guerra é perdê-la."

"Quando se diz que um escritor está na moda, isso quer dizer que ele é admirado por menores de trinta anos."

"Os sentimentos elevados vencem sempre no final; os líderes que oferecem sangue, trabalho, lágrimas e suor conseguem sempre mais dos seus seguidores do que aqueles que oferecem segurança e diversão. Quando se chega a vias de facto, os seres humanos são heróicos."

"A linguagem política destina-se a fazer com que a mentira soe como verdade e o crime se torne respeitável."

"Retire-se da cena o Homem e a causa principal da fome e da sobrecarga de trabalho desaparecerá para sempre."

"A história é escrita pelos vencedores."

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quinta-feira, 09.03.17

Eu estive lá!

Noite mágica 1A.jpg

Barça - PSG 1.jpg 

Remontada 10.jpg

Eu estive aqui.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quarta-feira, 08.03.17

O mosaico da remontada

Esta é a mensagem do mosaico da "remontada" para quem estiver hoje à noite em Camp Nou a assistir ao Barça - PSG para a Champions: "Todos com a equipa."

8-3-17 PSG.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Terça-feira, 07.03.17

O Barça depois de Messi

Messi.jpg

Para se perceber a importância de Messi para o FC Barcelona e a sua grandeza como futebolista, basta comparar o número de títulos do FC Barcelona e do Real Madrid antes e depois de Messi.

Antes de Messi, o FC Barcelona era considerado um clube grande sobretudo pelo número de adeptos e pelo seu poder económico mas estava muito longe do palmarés dos grandes clubes da Europa, designadamente, do Real Madrid, Manchester United, Milão, Juventus, Inter ou Bayern de Munique. 

Antes de Messi, o Real Madrid, com 71 títulos conquistados, era o clube com mais títulos das cinco grandes ligas europeias, enquanto o FC Barcelona tinha apenas 62.

Com Messi, em apenas 10 anos, o FC Barcelona não só recuperou a desvantagem e ultrapassou o Real Mardid em número de títulos como passou a ser o clube com mais títulos conquistados das cinco maiores ligas europeias.

Neste momento, o FC Barcelona tem 89 títulos conquistados, enquanto o Real Madrid tem 84 títulos.

Na última década, a década de Messi, o FC Barcelona conquistou mais do dobro dos títulos do Real Madrid, tendo vencido mais títulos em todas as provas: Champions (4-2), Mundial de Clubes (3-2), Supertaça Europeia (3-2), Campeonatos de Espanha (7-3), Taça de Espanha (4-2) e Supertaça de Espanha (6-2). 

Um adepto do Barça tem de estar eternamente grato a Messi.

Títulos Total.jpg

Títulos 2006-2016.jpg

_____________________________________________________

Autoria e outros dados (tags, etc)

Segunda-feira, 06.03.17

Pois era...

Clint Eastwood.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Domingo, 05.03.17

O deserto é o meu país

Portugal está hoje reduzido à estreita faixa territorial delimitada a sul pelo rio Tejo, a norte pelo rio Douro e a nascente pela A1.

Entre a A1 e a fronteira espanhola é o deserto.

E é precisamente aqui que eu vivo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pág. 1/2



Perfil

3.jpg



Visitantes


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Quimeras


Alma, Eléctrico!


Livros

Capa - 3ª Edição.jpg

Capa - Frente.jpg

Capa Bocage.jpg 

Capa.jpg 

Eléctrico - Um Clube com Alma.jpg

Mistério Sant Quat (I).jpg


Livros-vídeo


eBooks




calendário

Março 2017

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D