Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

COLUNA VERTICAL



Segunda-feira, 19.06.17

O primeiro alentejano da História

Alentejano.jpeg

Autoria e outros dados (tags, etc)

Segunda-feira, 19.06.17

A condenação do Dr. A. Vara

Recordar a actualidade de uma das Crónicas de Maldizer do maior cronista do Ribatejo 

-------------------------------------------------------------------------------------------------------

Eurico Heitor Consciência - Ribatejo de 14-9-2014

A sentença não é sobre a acusação... Tem a ver com a minha circunstância disse Armando Vara, sobre a Sentença do Tribunal de Aveiro que o condenou a 5 anos de prisão.

Tem. Tem mesmo. Vão ver que tem. Assim: quando ocorreu o 25 de Abril de 1974, Armando Vara era um modesto empregado da Agência da Caixa Geral de Depósitos duma mais do que pacata Vila de Trás-os-Montes. Com toda a probabilidade, se não tivesse acontecido o 25 de Abril, Armando Vara estaria hoje a gozar, no sossego, encanto e paz de Trás-os-Montes, a sua reforma de empregado da Caixa, com uma pensão razoável. Não teria preocupações, nem canseiras, nem, de certeza, estava condenado numa dura pena de prisão. Que 5 anos de prisa, serão 5 anos duros na idade dele, depois de ter conhecido o conforto material de que gozam os que têm muito dinheiro – se na prisão não lhe forem proporcionadas condições diferentes das dos restantes presos, como já tem acontecido.

Mas Vara tem o que procurou ou consentiu. Como certa vez escrevi, o mais notável salto à vara realizado neste país foi dado por Armando Vara: meteu-se na política activíssima e saltou de empregado de modesto balcão da Caixa para Director da mesma, pouco depois saltou para a sua administração e de seguida, saltou para Vice-presidente do BCP. Um triplo-salto à Vara.

Abro um parêntesis para dizer que não deverão levar à conta de desconsideração não tratar Armando Vara por Dr. A. Vara – como, curiosamente, faz o seu amigo Engº Sócrates, que obteve o diploma na mesma Universidade Independente em que, pelos vistos, o Dr. A. Vara alcançou um diploma de Relações Internacionais que leva o Engº Sócrates a tratá-lo por Dr. A. Vara.

Tornando ao rego: se Armando Vara se tivesse reformado como empregado da Caixa estaria gozando agora a serenidade da sua reforma entre os seus conterrâneos de Trás-os-Montes, entre homens sérios, frontais e verticais como são quase todos os transmontanos.

Mas optou pela Porca, meteu-se na Política e passou a movimentar-se entre as pessoas que fazem contorções da coluna a toda a hora, para resistirem à concorrência dos seus pares do partido, primeiro, depois para enriquecerem.

E é assim que os robalos se transformam em tubarões.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Perfil

3.jpg



Visitantes


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Quimeras


Alma, Eléctrico!


Livros

Capa - 3ª Edição.jpg

Capa - Frente.jpg

Capa Bocage.jpg 

Capa.jpg 

Eléctrico - Um Clube com Alma.jpg

Mistério Sant Quat (I).jpg


Livros-vídeo


eBooks




calendário

Junho 2017

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D