Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

29 Out, 2009

EM FRENTE

 António Belém Coelho

 
Terminou o ciclo eleitoral que o País atravessou, culminando nas eleições autárquicas. Os resultados foram os que foram, com vencedores diferenciados nas Europeias e nas Legislativas, e com 308 vencedores, se a memória não me falha, nas autárquicas.
 
Em Abrantes há que felicitar os vencedores e alertar para o facto de que os próximos quatros anos não irão ser certamente fáceis e exigirão bastante responsabilidade e decisões difíceis. E isto é verdade quer para o poder, quer para as oposições.
 
Abrantes não pode esperar mais quatro anos e ver alguns dos seus vizinhos a aumentar influência e poder (económico e político) em seu detrimento. Há que procurar e implementar as soluções que possam assegurar um melhor compromisso entre recursos empregues e resultados obtidos. E aqui o papel do poder e das oposições terá que convergir, na procura, sugestão e implementação de tais paradigmas. Assumindo e defendendo as respectivas posições, sem tibiezas, mas sabendo discernir o que é mais positivo para a comunidade. Muitas serão as diferenças entre poder e oposições, no entanto, estou certo que haverá pelo menos um objectivo comum: o de ver Abrantes prosperar e (sem qualquer tipo de saudosismo) re-ganhar alguma da influência que já teve.
 
Os Munícipes, quer aqueles que deram o seu veredicto, quer aqueles que não se incomodaram em dá-lo (e muitos foram), estarão certamente atentos; e diz-nos a história recente que as populações estão cada vez mais exigentes e atentas ao que se faz e também ao que porventura se deveria fazer e não se faz. Estão cada vez mais atentos a tudo o que possa contribuir para a melhoria do seu nível e qualidade de vida, sem exclusões, de forma universal, mas também de forma sustentável, sem pôr em causa nem gerações futuras, nem a actual, por via de facturas cada vez mais pesadas, decorrentes de custos originados por decisões menos pensadas, mas sobretudo menos trabalhadas. Em Abrantes e em todo o País, quer a nível nacional, quer a nível local é isso que se espera; mais uma vez. Que possa ser de vez!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.