Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

COLUNA VERTICAL



Sexta-feira, 14.05.10

I HAVE A DREAM***

Santana-Maia Leonardo - in Nova Aliança

 

*** Celebro o 25 de Abril com uma adaptação do conhecido discurso de Martin Luther King, o pastor evangelista defensor dos direitos cívicos americanos, ao concelho de Abrantes. 

 

Digo-lhes, hoje, meus amigos, que, apesar das dificuldades e frustrações do momento, ainda tenho um sonho. É um sonho profundamente enraizado no sonho do 25 de Abril.

 

Eu tenho um sonho que um dia o concelho de Abrantes levantar-se-á e viverá o verdadeiro significado da sua crença: "Consideramos estas verdades como evidentes por si mesmas, que todos os homens nascem iguais".

 

Eu tenho um sonho que um dia o concelho de Abrantes, um concelho cheio de assimetrias, sufocado pelo calor da injustiça e das desigualdades, será transformado num oásis de liberdade e justiça.

 

Eu tenho um sonho que as nossas crianças viverão um dia num concelho onde os concursos públicos não serão decididos pela cor do cartão partidário, mas pelo mérito e competência de cada um.

 

Hoje, eu tenho um sonho.

 

Eu tenho um sonho que um dia as freguesias rurais do concelho, despovoadas, com más acessibilidades, onde os idosos são abandonados e esquecidos, possam oferecer aos seus filhos as mesmas condições de que gozam as freguesias urbanas, caminhando juntas, lado a lado, como irmãs.

 

Hoje, eu tenho um sonho.

 

Eu tenho um sonho que um dia todos os vales serão elevados, todas as montanhas e encostas serão niveladas, os lugares ásperos serão polidos e os lugares tortuosos serão endireitados e a glória do Senhor será revelada e todos os seres a verão, conjuntamente.

 

Esta é a nossa esperança. Esta é a fé com a qual regresso ao Sul. Com esta fé seremos capazes de retirar da montanha do desespero uma pedra de esperança. Com esta fé poderemos transformar as dissonantes discórdias do nosso concelho numa bonita e harmoniosa sinfonia de fraternidade. Com esta fé poderemos trabalhar juntos, rezar juntos, lutar juntos, ficarmos juntos em posição de sentido pela liberdade, sabendo que um dia seremos livres.

 

Esse será o dia quando todos os filhos de Deus poderão cantar com um novo significado: "O meu concelho é teu, doce terra de liberdade, de ti eu canto. Terra onde morreram os meus pais, terra do orgulho dos peregrinos, que de cada localidade ressoe a liberdade".

 

E se o concelho de Abrantes quiser ser um grande concelho isto tem que se tornar realidade. Que a liberdade ressoe então das prodigiosas arribas do Tejo. Que a liberdade ressoe das poderosas planícies do sul do concelho e das margens da barragem do norte do concelho. Que a liberdade ressoe do altaneiro castelo de Abrantes!

 

Mas não é só isso! Que, em cada munícipe, a liberdade ressoe.

 

Que a liberdade ressoe dentro do edifício da Câmara Municipal e em cada Junta de Freguesia.

 

Que a liberdade ressoe em todas as colectividades do concelho.

 

Que a liberdade ressoe em todas as rádios e jornais do concelho, incluindo no Jornal de Abrantes e no Passos do Concelho.

 

Que, de cada localidade, a liberdade ressoe.

 

Quando permitirmos que a liberdade ressoe, quando a deixarmos ressoar de cada vila e cada aldeia, de cada freguesia e da nossa cidade, seremos capazes de apressar o dia em que todos os filhos de Deus, negros e brancos, comunistas e democratas-cristãos, socialistas e sociais-democratas, protestantes e católicos, poderão dar as mãos e cantar as palavras da antiga canção negra: "Liberdade finalmente! Liberdade finalmente! Louvado seja Deus, Todo-Poderoso, estamos livres, finalmente!" 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Perfil

4.jpg



Visitantes


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Quimeras


Alma, Eléctrico!


Livros

Capa - 3ª Edição.jpg

Capa - Frente.jpg

Capa Bocage.jpg 

Capa.jpg 

Eléctrico - Um Clube com Alma.jpg

Mistério Sant Quat (I).jpg


Livros-vídeo


eBooks




calendário

Maio 2010

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D