Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

 

Na passada 4ª Feira, dia 11 de Março, Santana Maia, candidato do PSD à Câmara de Abrantes, acompanhado de José Lourenço, candidato a presidente da Junta de Freguesia de Bemposta, e Emídio Direito, vice-presidente da comissão política concelhia do PSD, visitou a freguesia de Bemposta, tendo contactado com a população em Vale de Horta, Brunheirinho, Chaminé, Foz e Água Travessa e constatado o grande abandono a que estas populações estão votadas pela autarquia, o que se revela nos mais pequenos pormenores (estado de degradação das estradas, dos pontões, dos arruamentos, das ribeiras, das casas, etc.)
 
Na Água Travessa, Santana Maia visitou o campo de futebol e as instalações do clube local, tendo a visita sido guiada pelo presidente da direcção Nuno Duarte. Mais uma vez, é patente a falta de apoio a que estas associações estão votadas pela autarquia. Sendo certo que é difícil fixar as populações nestes lugares quando não dispõem sequer de um polivalente para ocupação dos tempos livres dos residentes. Tudo nestas localidades é arrancado a ferros, fruto da tenacidade e do trabalho de quem aí vive.
 
Em Bemposta, Santana Maia começou por visitar a Associação de Solidariedade Social e Pró-Cultura Professor Silva Leitão, tendo a visita sido conduzida por José Gomes, presidente da Direcção, e Cátia Rodrigues, assistente social. A Associação vem desenvolvendo o seu trabalho nas valências Centro de Dia, Apoio Domiciliário, a idosos e carenciados e ATL, para crianças a partir dos seis anos de idade, sendo as primeiras exclusivas dos associados e a última aberta a toda a população da Freguesia.
 
Em seguida, visitou a histórica e emblemática sede da Sociedade Recreativa e Musical da Bemposta, tendo a visita sido guiada pelo presidente da direcção Filipe Oliveira. É, de facto, escandaloso como a autarquia consentiu que as instalações da histórica agremiação chegassem a este ponto de degradação, estando iminente a ruína do salão de festas. Sendo certo que se trata de um salão com condições extraordinárias para a prática de diferentes actividades lúdicas: teatro, espectáculos musicais, festas, bailes, ensaio do rancho folclórico, judo, karaté, etc. Para já não falar do valor histórico do edifício. E tendo a Câmara sido principal responsável pelo esvaziamento demográfico da freguesia, tinha a obrigação moral de socorrer uma associação cuja principal dificuldade advém precisamente da diminuição da população jovem.
 
Esta candidatura não esquece o esforço tremendo de todos os dirigentes que dedicam os seus tempos livres à causa pública, militando nas diferentes associações do nosso concelho, lutando contra todas as adversidades, que são muitas, a começar pelo abandono a que são votados pelo município.
 
Estas pessoas enchem-nos de orgulho e fazem-nos ter esperança num futuro melhor, sendo certo que solidariedade social é uma dádiva fundamental na construção de uma sociedade equilibrada, harmoniosa e justa.