Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

ANULAÇÃO DE CONCURSO TÉCNICO SUPERIOR  
(LICENCIATURA EM COMUNICAÇÃO SOCIAL)
Pedido de esclarecimento dos vereadores do PSD
        
Por despacho da senhora presidente da câmara datado de 18/1/2010, foi anulado o procedimento concursal comum de recrutamento para o preenchimento de dois postos de trabalho para a carreira e categoria de técnico superior (licenciatura em Comunicação Social).
Antes de mais, não deixa de ser estranho que este concurso tivesse sido agora anulado pela mesma pessoa que o aprovou na véspera das eleições.
Isto só vem demonstrar que quem estava a terminar o mandato quis impor encargos absolutamente desnecessários a quem lhe iria suceder, como agora a senhora presidente explicitamente reconhece ao anular o presente concurso invocando a inexistência de carências de pessoal nesta área.
Acontece que, após a reunião do passado dia 25 de Janeiro, fizeram-nos chegar às mãos, ainda que a coberto do anonimato, informações que, a serem verdadeiras, põem em causa a lisura do procedimento.
Designadamente: que existe uma pessoa a trabalhar, nesta área, em regime de avença que não pôde concorrer por não ter habilitações e que perderia o lugar, naturalmente, se o concurso não fosse anulado; que a secretária da senhora vereadora não conseguiu classificação nas diversas provas que a habilitassem a um dos dois lugares a concurso; que o concurso voltaria a ser aberto logo que a pessoa avençada concluísse as suas habilitações e de forma a permitir também dar uma nova oportunidade à secretária da senhora vereadora.
Os vereadores eleitos do PSD, até porque não reconhecem credibilidade a fontes anónimas, não podem, por isso, deixar de solicitar à senhora presidente que os esclareça se existe algum fundo de verdade nas informações acima referidas.
Com efeito, seria inaceitável que a Câmara, depois de os candidatos terem realizado todas as provas, anulasse um concurso para técnico superior com licenciatura em comunicação social e mantivesse em funções ou viesse a contratar, em regime de avença, uma pessoa para esta área.
Porque das duas, uma: ou faz falta uma pessoa nesta área ou não faz falta. Se faz falta, então não há razão para anular o concurso; se não faz falta, então também não há razão para manter contratada uma pessoa, em regime de avença, para mais quando nem sequer tem as habilitações das concorrentes.
Acresce que, anulando-se este concurso, a abertura de um novo concurso nos próximos quatro anos seria também inaceitável.
Como sói dizer-se, «não basta à mulher de César ser séria, é necessário também parecê-lo
 
Assim, para que não subsistam quaisquer dúvidas de que a anulação do concurso não visou favorecer ninguém em especial, mas que teve apenas em consideração o reconhecimento (tardio) de que, nesta área, não existem efectivamente quaisquer carências, pretendem os vereadores do PSD ser esclarecidos do seguinte:      
1.     Existe ou não alguma pessoa a trabalhar em regime de avença nesta área?
2.     Em caso afirmativo:
a)            tenciona a Câmara Municipal manter o contrato de avença, após a anulação deste concurso?
b)           esta pessoa tinha as habilitações mínimas para poder concorrer ao concurso que agora foi anulado?
3.     O concurso foi anulado depois dos candidatos terem realizado todas as provas?
4.     É verdade que a secretária da senhora vereadora foi uma das concorrentes ao referido concurso, não tendo obtido classificação que lhe garantisse ficar num dos dois primeiros lugares?
5.      A Câmara Municipal tenciona abrir um novo concurso para técnico superior com licenciatura em Comunicação Social nos próximos quatro anos?