Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

CORTE DAS ÁRVORES NA RUA DE ANGOLA

Pedido de esclarecimento dos vereadores do PSD
           
Recentemente a Câmara Municipal de Abrantes procedeu ao corte de todas as árvores da Rua de Angola, em Abrantes.
Os vereadores do PSD Elsa Cardoso e António Belém Coelho não estão contra o corte das referidas árvores uma vez que as mesmas causavam, designadamente, danos nos carros que estacionavam junto às mesmas.
No entanto, não deixa de ser um atentado à ecologia das cidades, concretamente da nossa cidade, uma vez que as árvores são um bem essencial.
Sendo certo que mesmo as árvores de crescimento rápido não se tornam adultas de um dia para o outro.
Consequentemente, a plantação de árvores nas cidades deve ser bastante criteriosa, para evitar que as mesmas tenham de ser cortadas precisamente na altura em que chegam ao estado adulto e estão aptas para cumprir a sua função: dar sombra, oxigenar o ar e embelezar as ruas.
Ora, a plantação de árvores na Rua de Angola é a melhor prova da manifesta incompetência de quem as seleccionou e mandou plantar, na medida em que não eram minimamente adequadas para o local, prejudicando duplamente os residentes: primeiro, causando-lhe estragos na pintura dos carros e na carroçaria; e agora deixando-os sem sombras e com a rua despida.
Tudo isto teria sido evitado se quem procedeu à selecção tivesse os conhecimentos técnicos necessários.
Esperamos, pois, que, na reposição das árvores na Rua de Angola, prevaleçam agora os conhecimentos técnicos e de ordenamento de território e não uma escolha leviana e pouco criteriosa, como aconteceu anteriormente.
 
Pelo exposto, e para que a culpa não morra solteira, pretendem os vereadores do PSD saber, antes de mais:
1.            quem foi ou foram os responsáveis pela selecção e plantação daquelas árvores na Rua de Angola e qual a sua formação técnica;
2.            qual foi o custo das árvores, qual foi o custo da sua manutenção durante os últimos quatro anos e qual o custo do corte e da sua remoção.
Finalmente, pretendem saber também quais as árvores escolhidas para a sua reposição, qual o critério da escolha e quem é o responsável.