Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

COLUNA VERTICAL



Domingo, 10.07.11

O MUSEU IBÉRICO

Santana-Maia Leonardo - in Nova Aliança
.

Mas a diferença entre custos e benefícios é muito fácil de perceber: uma estrada é toda ela custos; o benefício é o trânsito que passará nela. Se não houver trânsito, o benefício é zero. Ora, todo o investimento no projecto, na construção e na manutenção do museu ibérico é custo, o benefício são as pessoas que o visitarem. Para que o investimento seja reprodutivo, é necessário que os custos sejam inferiores ao benefício, caso contrário, em vez de o investimento gerar riqueza, gera empobrecimento.

 

Os vereadores eleitos pelo PSD são, obviamente, favoráveis à construção de um museu ou adaptação de um espaço para albergar colecções de reconhecido valor (como nos garantem ser o caso), desde que o projecto não ponha em risco a coesão territorial e o tecido económico do município, como sucederia se o projecto consumisse recursos essenciais e não fosse capaz de gerar o retorno equivalente.

.

É, por esta razão, que os vereadores eleitos pelo PSD defendem, desde o início, que, pretendendo a Câmara avançar com um projecto megalómano que vai mobilizar e consumir recursos essenciais do município, para mais num tempo de grave crise económica e financeira, não o deveria iniciar sem: primeiro, fazer a certificação, segundo os critérios de verificação científica, da viabilidade artística da colecção nuclear do museu e sobre a legalidade da origem das peças; e, seguidamente, fazer um estudo sério sobre a sua viabilidade e sustentabilidade económica.

 

Nada disto foi feito. A Câmara avançou para a construção do museu completamente às escuras, ultrapassando todos os patamares da irresponsabilidade política. O problema é que são sempre os mesmos a pagar as irresponsabilidades dos nossos autarcas e governantes.
.

Ora, a Câmara não pode correr o risco de um projecto destes falhar, sob pena de os abrantinos virem a pagar um preço demasiado elevado e que os pode arruinar. Esta é, de facto, a questão política que separa os vereadores eleitos pelo PSD dos vereadores eleitos pelo PS e pelo ICA: nós não aceitamos apostar o destino do concelho de Abrantes numa qualquer roleta russa, por muito elogiada que seja.

 

Sem informação, não pode haver decisão.

 

Ver secção (I) do DOSSIÊ II: Museu Ibérico

Autoria e outros dados (tags, etc)


Perfil

SML 1b.jpg



Visitantes


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Quimeras


Alma, Eléctrico!


Livros

Capa - 3ª Edição.jpg

Capa - Frente.jpg

Capa Bocage.jpg 

Capa.jpg 

Eléctrico - Um Clube com Alma.jpg

Mistério Sant Quat (I).jpg


Livros-vídeo


eBooks




calendário

Julho 2011

D S T Q Q S S
12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D