Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

COLUNA VERTICAL



Sexta-feira, 20.09.13

PALHA & TIGELADAS

DORMINDO COM O INIMIGO

Eça Agora


Autoria e outros dados (tags, etc)

Sexta-feira, 20.09.13

MAIS EUROPA COM MENOS EUROPEUS

João Carlos Espada - Público de 16-9-2013

 

(...) Quando muitos europeístas de boa-fé defendem sistematicamente mais integração supranacional, supõem que a construção política supranacional depende apenas de boa vontade política, ou económica, ou financeira, ou técnica. E citam o exemplo da criação dos Estados Unidos da América como uma alternativa viável, além de desejável, para a União Europeia. Mas seria importante perguntar se as condições que permitiram a criação dos EUA estão presentes na Europa. Essas condições foram claramente enunciadas por John Jay, um dos pais fundadores da Constituição federal norte-americana, em O Federalista n.º 2:

 

"Um povo descendendo dos mesmos antepassados, falando a mesma língua, professando a mesma religião, apoiando os mesmos princípios de governo, muito semelhante nas suas maneiras e costumes, e que, lutando lado a lado durante uma longa e sangrenta guerra, estabeleceram com nobreza a sua liberdade e independência comuns." Este não foi seguramente o caso na Europa, sobretudo se acrescentarmos as características adicionais que John Jay descreveu na América: "Como uma nação, fizemos a paz e a guerra; como uma nação, vencemos os nossos inimigos; como uma nação, formámos alianças, e fizemos tratados, e entrámos em vários contratos e convenções com Estados estrangeiros".

 

As palavras de John Jay deveriam motivar entre os europeístas de boa vontade uma pausa para reflexão. E poderiam sugerir uma visão alternativa para o ideal europeu. Em vez de "Mais Europa" querer dizer sempre mais integração, "Mais Europa" deveria querer dizer "mais europeus com mais variedade"- o que não excluiria mais integração para aqueles que a preferissem. (...)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sexta-feira, 20.09.13

O ÚLTIMO TANGO EM SÃO BENTO

João Miguel Tavares - Público de 19-9-2013

 

(...) O problema é que enquanto os holofotes estão em cima da senhora ministra e o país entretido com a hermenêutica, a melhor parte dos swaps vai-nos passando ao lado. Enquanto se esmiuçam as declarações de Maria Luís Albuquerque, passam despercebidas declarações como as de Luís Pardal, presidente da Refer entre 2005 e 2012. E, no entanto, foi ele quem no mesmo dia contou ao Parlamento o que de mais importante há para saber sobre o assunto: "A Refer não era dotada dos recursos financeiros necessários para a realização da sua missão." E isto por intenção deliberada dos Governos: "A empresa era levada a endividar-se porque o peso da dívida da empresa não era reflectido no défice do Estado."


Eis os swaps explicados às crianças: empresas eternamente deficitárias + Governos que só aceitavam endividamento que ficasse de fora do défice do Estado = vale tudo em desespero. Com as empresas estranguladas, os bancos perguntavam-lhes: "Queres mais dinheiro?". E logo a seguir: "Então toma estes milhões e mais um swap". Andar à procura de corruptos é uma actividade gira. Mas não se cansem, que o Grande Ladrão é sempre o mesmo: um Estado obeso e descontrolado, que precisa de milhões de euros tal como um toxicodependente precisa de heroína. Ainda ninguém fez disto letra de um tango. Mas nós andamos há décadas a dançar ao som da sua música.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sexta-feira, 20.09.13

À sombra da(s) oliveira(s)

 

MANEL :

Já viste aquela pouca vergonha

no Parlamento? O PS acusa o

PSD de serem uns mentirosos

e o PSD respondeu que

mentirosos eram os do PS...

Qual é que é a tua opinião?

 

TONHO :

Desta vez, estão os dois a falar verdade.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Perfil

SML 1b.jpg



Visitantes


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Quimeras


Alma, Eléctrico!


Livros

Capa - 3ª Edição.jpg

Capa - Frente.jpg

Capa Bocage.jpg 

Capa.jpg 

Eléctrico - Um Clube com Alma.jpg

Mistério Sant Quat (I).jpg


Livros-vídeo


eBooks




calendário

Setembro 2013

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D