Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

 desportoemabrantes Edição nº31 - Abril de 2015 

Náutico 1.jpg

O clube abrantino disputou o Torneio Inter-Regional de Velocidade, no dia 1 de Março, em Tomar, tendo alcançado 12 pódios (6 deles, de Campeão).

Náutico 2.jpg

No Campeonato Distrital de Categorias, realizado em Coruche, entre os dias 13 e 15 de Março, o balanço saldou-se por: 52 títulos de Campeão Distrital, 17 Vice-Campeões e 12 de bronze.

desportoemabrantes Edição nº31 - Abril de 2015  

Patos 1.jpg

O C.D. "Os Patos" venceu a Taça de Futsal Seniores Masculinos, depois da vitória (1-6), em Torres Novas, no dia 7 de Março, frente ao Ferreira do Zêzere.

Patos 2.jpg

No dia 14 do mesmo mês, novo título, desta feita na Taça de Juniores.

O jogo decisivo, frente ao Fátima, terminou com a vitória rossiense, por 4-10.

Zumba 2.jpg

Zumba 1.jpg

A ACLAMA – Associação Cultural Os Amigos de Martinchel, promoveu no passado dia 26 de Abril de 2015, a 3ª Aula de Zumba na sede desta associação. Esta iniciativa apoiada pelo programa FINABRANTES, mobilizou 20 participantes.

A aula teve início pelas 16h00, e compreendeu um momento de dança, exercício e convívio. Esta atividade foi integrada no programa de comemorações do 25 de Abril, na qual as presentes trouxeram peças de roupa vermelhas.

Informa-se todos/as os/as interessados/as, que a partir de 5 de Maio, inclusive, a ACLAMA dará inicio a aulas de zumba, que terão lugar todas as 3ª feiras das 18h00 às 19h00, na EB1 de Martinchel. Inscrições abertas.

 desportoemabrantes Edição nº31 - Abril de 2015 

Joana Marchão.jpg

Joana Marchão recebeu no dia 2 de Março, o Prémio de Melhor Jogadora da primeira volta do Nacional Feminino de Futebol, numa iniciativa do Sindicato de Jogadores Profissionais de Futebol.

25 de Abril 1.jpg

25 de Abril 2.jpg 

No âmbito das comemorações do 25 de Abril, a ACLAMA – Associação Cultural Os Amigos de Martinchel, promoveu no passado dia 26 de Abril, um programa de atividades, que compreendeu uma Caminhada, um Almoço Convívio e Animação.

A caminhada teve início pelas 9h30, e aderiram à mesma 11 participante que ao longo do percurso puderam observar as bonitas paisagens junto ao rio.

O almoço convívio contou com cerca de 60 participantes, que desfrutaram de um belo de um cozido à portuguesa. Durante o almoço todos/as os/as presentes desfrutaram ainda de um espetáculo de malabarismo, e posteriormente de jogos tradicionais, ambas as animações dinamizadas pela Associação de Jovens Meganimação.

Vasco Pulido Valente - Público de 24-4-2015

(...) O PS, como um bom aluno, um dos melhores da classe, jura agora respeitar os compromissos que Portugal tomou e, principalmente, os credores da sua imensa dívida — com a Europa e os mercados não se brinca. Mas, respeitando a autoridade, não lhe sobra grande espaço para promover o crescimento ou para aliviar a vária miséria dos portugueses. Depois de muito anseio e algumas voltinhas, Costa acabou por engolir a receita tradicional: “aliviar” a crise, prolongando por mais tempo a austeridade. Isto evidentemente não traz, no imediato, um especial alívio ao português comum: e — pior ainda — não garante que o alívio de hoje não seja amanhã o princípio de um novo desastre.   

De qualquer maneira, o PS nem nesta sua versão respeitosa se consegue libertar dos seus velhos vícios. (...)

 desportoemabrantes Edição nº31 - Abril de 2015

Laia.jpg

Francisca Laia, do C.D. “Os Patos”, alcançou o terceiro lugar no Campeonato Nacional de Fundo, em Canoagem, na especialidade de K1 Seniores Femininos.

A competição realizou-se em Melres (Gondomar), no dia 14 de Março.

Em K1 Juniores Femininos, Margarida Neves foi 6ª e em K1 Iniciados Femininos, Rita Pereira terminou no 8º lugar.

TVI24 de 25-4-2015

Cândido Ferreira.jpg

O médico Cândido Ferreira, que apresentou este sábado a sua candidatura à Presidência da República, defendeu a necessidade de acabar “com tanta exploração e tanta austeridade” e fez várias críticas ao atual Chefe de Estado, Cavaco Silva.

Nunca tantos portugueses sofreram tanto, às mãos de tão poucos e sem que o Presidente da República alguma vez tivesse tomado alguma atitude firme em prol do nosso povo."

O médico nefrologista intervinha perante cerca de 200 pessoas, que encheram o salão da Junta de Freguesia de Febres, localidade do concelho de Cantanhede, no distrito de Coimbra, onde Cândido Ferreira nasceu. (...)

O antigo presidente da Federação de Leiria do PS disse que vai protagonizar uma “candidatura independente, do povo, com o povo e para o povo, para romper com a política tradicional e sem outras obediências que não sejam o respeito pela lei, pelos princípios e pelos valores” consagrados na CRP. 

Uma candidatura responsável e credível, capaz de federar o descontentamento e de granjear apoios, porque as eleições se ganham com propostas sensatas e mobilizadoras."

Quarenta e um anos após a Revolução do 25 de Abril, “em que foi possível construir uma sociedade mais livre, mais justa e mais solidária, os desequilíbrios foram-se instalando na sociedade portuguesa”, lamentou. 

Hoje, nenhum cidadão se encontra a salvo do contra-ataque neoliberal”, referiu Cândido Ferreira, ao salientar que, “vivendo em plena austeridade, os portugueses e portuguesas temem pelo seu futuro, de novo vítimas inocentes, agora à mercê do capitalismo descontrolado e selvagem”. 

Cabe ao Presidente da República “ser um protagonista atento ao desenrolar da luta política, gerando consensos e não clivagens, enquanto garantia da unidade do Estado e do regular funcionamento das instituições”, defendeu. 

Cândido Ferreira disse que, se for o escolhido dos portugueses, reformará os serviços da Presidência, “visando uma diminuição drástica dos seus custos de funcionamento, que aumentaram quase 200 vezes” desde a Presidência de Ramalho Eanes. 

É tempo de dizermos basta a tanta exploração e tanta austeridade. Impressiona, ainda, o silêncio do atual Presidente da República perante a corrupção."

O candidato disse que “a classe dominante parece gozar de amnistia geral”, enquanto “todos os anos passam milhares de jovens pelas prisões, cujo único crime é não poderem pagar pequenas multas”.

Pág. 1/7