Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

in "A Democracia na América"

Alexis de Tocqueville.jpg

«Os deputados são os representantes do povo soberano, mas não são os representantes soberanos do povo.»

«Os americanos são um povo democrático que sempre dirigiu por si próprio os assuntos públicos, e nós somos um povo democrático que durante muito tempo só conseguiu pensar na melhor maneira de o fazer. A nossa condição social já nos levava a conceber ideias muito gerais em matéria de governação, mas a nossa Constituição política continuava a impedir-nos de corrigir essas ideias através da experiência; no caso dos americanos, pelo contrário, ambas as coisas se equilibram constantemente e se corrigem naturalmente.»

in "O Antigo Regime e a Revolução"

«É bem verdade que, no longo prazo, a liberdade conduz sempre, aqueles que sabem conservá-la, ao bem-estar e muitas vezes à riqueza; mas há ocasiões em que ela perturba momentaneamente o usufruto desses bens; e há outras em que só o despotismo pode oferecer o seu usufruto passageiro. Os homens que só valorizam na liberdade o usufruto desses bens nunca a conservaram por muito tempo. Aquilo que, em todos os tempos, ancorou a liberdade no coração de alguns homens foi o seu encanto próprio, independentemente dos seus benefícios: foi o prazer de poder falar, agir, respirar sem constrangimento, sob o único governo de Deus e das leis.»

1.jpg

Parece que está cientificamente provado, segundo os defensores da adopção de crianças por pares homossexuais, que as crianças criadas neste contexto familiar ficam muito mais inteligentes do que as crianças criadas na família tradicional.

Ora, a ser assim, impõe-se, em nome dos superiores interesses das crianças, que todas elas passem a ser criadas por pares de homossexuais para ficarem mais inteligentes, reservando-se às famílias tradicionais apenas o papel de família reprodutora.

Trata-se, aliás, de uma medida legislativa que urge adoptar para acabar, de vez, nas nossas escolas, com o insucesso escolar e a alta taxa de reprovação a Matemática.

A não ser que os autores desta tese tenham sido criados no seio de uma família tradicional o que poria, desde logo em causa, a inteligência da tese e dos seus defensores.

Santana-Maia Leonardo - A Barca de 15-6-2013

Mestre e escorpião 1.jpg

Um mestre oriental, quando caminhava junto ao rio na companhia dos seus discípulos, vendo um escorpião a afogar-se, decidiu salvá-lo. No entanto, quando o tentou agarrar para o tirar da água, ele picou-o, fazendo com que o mestre o soltasse e o deixasse cair na água.

Ao tentar de novo agarrá-lo para o salvar, o escorpião voltou a picá-lo.

Um dos seus discípulos disse-lhe: "Mestre, não entende que, todas às vezes que tentar tirar o escorpião da água, ele vai picá-lo?"

O mestre respondeu: "A natureza do escorpião é picar, mas isso não vai mudar a minha natureza que é ajudar."

E, então, socorrendo-se de uma folha, tirou o escorpião da água e salvou-lhe vida

Virando-se para os seus discípulos, disse-lhes: "Nunca devemos permitir que alguém que nos faça mal mude a nossa natureza. Apenas devemos tomar precauções. Alguns perseguem a felicidade, outros criam-na. E nunca se esqueçam: preocupem-se com vossa consciência e não com a vossa reputação porque a consciência é aquilo que nós somos e a reputação é aquilo que os outros pensam de nós. E o que os outros pensam de nós, não é assunto que nos diga respeito."

Pág. 1/3