Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

0 SM 1.jpg

Tendo em conta a agenda fracturante do Governo socialista, não posso deixar de transcrever aqui a parte final do artigo intitulado «Revolução Cultural» que João Carlos Espada publicou, há quatro anos, no jornal «Expresso» e que é bastante elucidativo do tempo em que vivemos:

«Depois do fracasso do colectivismo em economia, um programa de revolução cultural começou a emergir nos mesmos sectores que antes apoiaram o colectivismo igualitário contra as sociedades liberais. Este programa de revolução cultural assenta num paradoxo: em nome de uma alegada liberdade sem entrave, ele procura impor à maioria das pessoas uma mundovisão cultural que é contrária ao que a maioria das pessoas espontaneamente pensa. Essa revolução cultural ataca o casamento, defende a homossexualidade, propõe a legalização das drogas e da eutanásia, e sustenta que o aborto deve ser entendido mais ou menos como a extracção de um dente. 

Irving Kristol propõe um teste muito simples para saber se as pessoas comuns realmente concordam com isto: basta perguntar-lhes se é isso que ensinam aos seus filhos ou aos seus netos. Na maioria dos casos não é.

Então, se não é, como se explica que não exista na comunicação social, na “intelligentsia” e nos partidos políticos um movimento mais vocal em defesa daquilo que as pessoas ensinam aos filhos?

A resposta, explica Kristol, é que existe um clima de intimidação cultural contra tudo o que fazemos espontaneamente há muitas gerações. Todas as tradições estão sob suspeita e esse é o programa da revolução cultural».

Santana-Maia Leonardo - in Nova Aliança Fevereiro de 2011

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.