Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

APROVAÇÃO DA ACTA DA REUNIÃO DE 30/5/11

Declaração de voto dos vereadores eleitos pelo PSD

 

Os vereadores eleitos pelo PSD nunca imaginaram que a senhora presidente da câmara fizesse questão de deixar transcrito na acta de reunião do executivo camarário um ataque político tão deselegante (para sermos simpáticos) ao trabalho dos vereadores da oposição cujo único objectivo é desconsiderar o seu trabalho.

 

Ou seja, a sugestão de que os vereadores «solicitassem informação sobre as suas pretensões e só conduzissem a proposta de deliberação o que realmente o justifique, ao invés de andarem a trabalhar para a acta» (fls.12 da acta – Ponto nº7).

 

Nós percebemos bem o incómodo que lhe causa as nossas propostas.

 

Seria preferível, obviamente, que tudo se tratasse nos bastidores e que as actas servissem apenas para endeusar o trabalho extraordinário e meritório levado a cabo pela senhora presidente, acolhendo o voto unânime de todos os vereadores.

 

Acontece que, para os vereadores eleitos pelo PSD, as reuniões da câmara são, no actual quadro legislativo autárquico, o local próprio para os vereadores da oposição pedirem as informações, suscitarem as questões, esclarecerem as dúvidas e debaterem as propostas que cada vereador entender apresentar, em nome da transparência que deve reger as relações políticas entre poder e oposição.

 

E os vereadores eleitos pelo PSD não abdicam, obviamente, do compromisso que assumiram com os munícipes de lhes dar voz, designadamente àqueles que em nós confiam, contactando-nos e expondo situações que necessitam de ser resolvidas.

 

É, aliás, essa a primeira e última razão de aqui estarmos.

 

Finalmente, acusar os vereadores eleitos pelo PSD de andar a trabalhar para a acta é o cúmulo dos cúmulos, quando os executivos socialistas têm gasto milhões de euros dos contribuintes na sua promoção pessoal, seja a trabalhar para a placa, como é o caso das obras faraónicas, seja a trabalhar para a imagem, através de contratualização de publicações do tipo Passos do Concelho, de publicidade nos rádios e jornais e no apoio a certas associações.

 

Ver DOSSIÊ: Direito da Oposição