Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

SUSPENSÃO DA EMPREITADA DA CONSTRUÇÃO DO MERCADO MUNICIPAL

Declaração de voto (CONTRA) dos vereadores eleitos pelo PSD

. 

Proposta de deliberação da presidente da câmara: Tendo em consideração o teor da Informação técnica n.º 156 de 6 de setembro de 2012 da DPE, validada juridicamente pelo Diretor do DAF, acerca da Empreitada de “Construção do Mercado Municipal de Abrantes”, delibera-se que seja aprovado o Cenário A - suspensão dos trabalhos ao abrigo do artigo 365.º do Código dos Contratos Públicos, até 10 de dezembro de 2012, período previsível de duração do PER, sem prejuízo da ocorrência de alguma circunstância que vier a decorrer durante o período de suspensão, com carácter excecional, atendendo à grave situação económica do país e em particular do setor da construção civil, que atingiu a sociedade adjudicatária.

.

---------------------------------

Deliberação: A proposta foi aprovada com os votos a favor dos vereadores eleitos pelo PS e do vereador eleito pelo ICA e os votos contra dos vereadores eleitos pelo PSD.

---------------------------------

.

Declaração de voto (CONTRA) dos vereadores eleitos pelo PSD

.

Faz no próximo dia 13 de Setembro precisamente dois anos que os vereadores eleitos pelo PSD votaram contra a construção do Mercado Municipal de Abrantes neste local por três ordens de razão:

 .

     (a)   em primeiro lugar, porque o Mercado Diário deveria manter-se enquadrado e integrado, ainda que, com outros projectos, no seu local de sempre, por direito e tradição;

.

     (b)   em segundo lugar, porque o novo local escolhido é absolutamente desadequado para um mercado deste tipo, tendo em conta que não tem largura, nem profundidade suficiente, para já não falar da sua localização e da dificuldade de cargas e descargas; e

.

     (c)   em terceiro lugar, porque é muito difícil de aceitar que seja a própria Câmara a não respeitar a muralha.

.

Ora, todas as razões por nós invocadas para a não construção do mercado neste local não só se mantêm intactas como entram pelos olhos dentro de qualquer pessoa que por ali passe.

.

Os vereadores eleitos pelo PSD entendem, assim, que a Câmara deve aproveitar esta janela de oportunidade para colocar um ponto final na triste ideia de construir o mercado municipal naquele local, voltando-o a reinstalá-lo no seu local de sempre, por direito e tradição, e de onde nunca deveria ter saído.

.

No entanto, caso a Câmara pretenda manter o projecto do Mercado Municipal no novo local, deverá concluir a obra no mais curto espaço de tempo possível, não só porque não há mercado municipal que sobreviva a um encerramento tão prolongado mas também porque os lojistas vizinhos não têm de estar sujeitos a obras municipais de Santa Engrácia que lhes arruínam, por completo, a clientela e retiram valor comercial aos estabelecimentos.

.

Pelo exposto, os vereadores eleitos pelo PSD votam contra a presente proposta.

.

Ver Secção II do DOSSIÊ II: Mercado Municipal