Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

23 Abr, 2009

VISITA À ACATIM

 

No dia 18 de Abril, Santana Maia, candidato do PSD à Câmara de Abrantes, visitou as instalações da ACATIM – Associação Comunitária de Apoio à Terceira Idade de Mouriscas para se inteirar do trabalho desenvolvido e partilhar das preocupações das comunidades onde se inserem.
A visita foi conduzida por Manuel Catarino, candidato do PSD à Junta de Freguesia de Mouriscas, que pertenceu aos corpos gerentes da associação até há pouco tempo, em virtude da impossibilidade dos elementos da direcção estarem presentes. Acompanharam o nosso candidato António Belém Coelho, Rui André, Anabela Crispim, Amadeu Bento e Gonçalo Oliveira, presidente da comissão política concelhia do PSD.
Santana Maia teve, também aqui, a oportunidade de conviver com alguns idosos e relembrar com eles momentos da sua juventude em Mouriscas, aquando das suas visitas ao seu saudoso e querido tio Dr João Santana Maia. Na visita guiada, conversou com as funcionárias e constatou mais uma vez que estas associações prestam um serviço de qualidade superior, com o permanente sacrifício e empenho destas senhoras e igual envolvimento das respectivas Direcções. São estas Direcções, com a sua disponibilidade e trabalho desinteressado, que dão respostas que caberiam ao estado. Sendo certo que o executivo socialista, para além de não ter tido o mínimo gesto de boa vontade para com esta instituição, ainda lhe criou vários entraves ao seu desenvolvimento
Lá fora, uma nova estrutura em betão traduz esta dinâmica de desenvolvimento com a construção de um novo módulo, disponibilizando 30 camas em 20 quartos, Quando em 1991, no Lugar das Aldeias, numa zona agrícola e relativamente perto do centro da freguesia de Mouriscas, se deu início à construção do Centro de Dia, cujos custos ultrapassaram os 120.000 contos (600.000 euros) e tiveram a comparticipação de 32.500 contos (162.500 euros) da Segurança Social, ninguém pensaria que novamente o povo de Mouriscas iria ser chamado a ajudar numa obra que custará acima de 1.000.000€ e que o Estado comparticipa com cerca de 600.000€.
A ACATIM, recorde-se, foi fundada em 1983, por iniciativa de um grupo de mourisquenses alguns dos quais se encontravam emigrados e que viam os progenitores sem amparo.
A relevância desta associação na freguesia de Mouriscas mede-se não só pelos serviços que presta – uma taxa de ocupação média de 20 utentes em Centro de Dia e 40 em Apoio domiciliário -, como pelos 15 postos de trabalho. Estes garantem um ordenado constante em outras tantas famílias, sendo a esperança de uns 20 novos empregos, com a concretização do novo Lar, uma expectativa de muitas das desempregadas.
E é precisamente a certeza da importância destes investimentos, tanto para os idosos como na concretização de empregos estáveis, dirigidos portanto para a resolução dos problemas das pessoas, que determinam a prioridade destas visitas.