Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

João Miguel Tavares - Público de 31-3-2015

(...) Se Assis e Sousa Tavares vivessem em Inglaterra rodeados pelas publicações do senhor Murdoch, com uma sociedade civil forte e cada vez mais intrusiva, onde o News of the World se atreveu até a colocar os telefones da realeza sob escuta, eu poderia perceber as suas objecções. Mas nós vivemos em Portugal, um país que passou metade do século XX sob ditadura e onde a cultura da deferência ainda é muitíssimo mais forte do que a suposta cultura da abjecção que Francisco Assis e Miguel Sousa Tavares tanto insistem em combater.

Onde é que está esse temível papão populista, afinal? Ambos falam em “terror mediático reinante”, e aquilo que eu vejo é uma comunicação social cada vez mais frágil e dependente. Assis fala na “consagração de uma espécie de voyeurismo universal” e aquilo que eu vejo é um caso BES dominado pela absoluta opacidade, onde a falta de escrutínio descambou em tragédia. E quanto às críticas em relação “à devassa implacável de dimensões privadas” dos “decisores políticos”, nem sei bem por onde comece — talvez por relembrar que o penúltimo primeiro-ministro português está preso por suspeitas de corrupção no exercício do cargo? Em bom rigor, não é que os textos de Francisco Assis e Miguel Sousa Tavares não estejam bem argumentados e excelentemente fundamentados. Estão, com certeza. Escapou-lhes apenas este pequeníssimo detalhe: o país de que eles falam não é Portugal.