Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

COLUNA VERTICAL



Quarta-feira, 25.02.15

Joana Marques Vidal admite existência de uma rede de corrupção instalada no Estado

Observador de 25-2-2015

Joana Marques Vidal 1.jpg

A procuradora-geral da República (PGR), Joana Marques Vidal, admitiu esta terça-feira em entrevista à Renascença e ao Público, que existe “uma rede que utiliza o aparelho do Estado e outro tipo de aparelhos da Administração Pública para realizar atos ilícitos”, muitos na área da “corrupção”.

Desafiada a comentar sobre uma eventual crise de regime, depois de vários casos de corrupção terem sido tornados públicos envolvendo, alegadamente, altos quadros da classe político-económica do país, Joana Marques Vidal começou por dizer que não lhe competia “fazer análises de regime”, mas admitiu que existe uma rede de corrupção instalada no Estado. Mais: a PGR apontou as áreas da “Saúde e da contratação pública” como os terrenos mais férteis onde germinam este tipo de casos. (...)

Joana Marques Vidal pronunciou-se ainda sobre o defecho do “Caso dos Submarinos” e deixou críticas à forma como a Justiça se comportou. “O caso dos submarinos é daqueles que dará uma imagem não muito simpática do MP, mas que envoleu também polícia criminal, órgãos de perícia criminal e outras estruturas (…) O MP terá que reconhecer que podia ter tido um desempenho mais adequado“, confessou a PGR. (...)

Autoria e outros dados (tags, etc)


8 comentários

De Nuno Gaspar a 25.02.2015 às 23:58

Muito bem respondido
http://www.publico.pt/sociedade/noticia/bastonaria-paga-na-mesma-moeda-e-pede-ao-mp-que-chame-joana-marques-vidal-a-depor-1687372

De Rexistir a 26.02.2015 às 04:25

Nuno Gaspar

Relativamente à Drª Joana Marques Vidal, não preciso de ouvir outras opiniões porque a conheço bem e era difícil encontrar para o cargo uma pessoa com o perfil mais adequado: competente, recta, íntegra, independente e trabalhadora. É natural que quem vivia do regabofe não goste dela.

Santana-Maia Leonardo

De Nuno Gaspar a 26.02.2015 às 05:14

Santana Maia,
Qual regabofe? Crimes que descredibilizam a justiça praticados ostensivamente à vista de toda a gente serem promovidos à condição de "deslizes"? Insinuações obscuras que lançam a desconfiança generalizada sobre as instituições? Do que é público, ocorre-me apenas um caso concreto e explícito de forte suspeita de corrupção no governo: a denúncia apresentada por Helena Roseta acerca das ligações entre Passos Coelho e Miguel Relvas nos negócios da Tecnoforma. Está a ser investigado? Conhece outros casos concretos?
Oxalá a apreciação que faz do seu perfil esteja correcta. Saberemos.

De Rexistir a 26.02.2015 às 15:10

Nuno Gaspar

Não há pior cego do que aquele que não quer ver. Uma coisa são questões processuais em que admito que possa assistir alguma razão ao arguido, outra coisa são questões de facto. E eu não discuto aqui as questões processuais. Agora que Portugal esteve entregue a uma associação de malfeitores não tenho qualquer dúvida. (E para provar isso não necessita de ir muito longe....)
E a defesa de José Sócrates, ao colocar tudo no plano formal, é a melhor prova disso. É como aquele caso em que o advogado alega a invalidade da busca a casa do violador onde foram encontrados as roupas com o sangue e os fluídos que comprovam o crime. Invalidada a busca o arguido é absolvido mas isso não invalida que tenha sido ele o autor do crime. Quanto a Miguel Relvas é conhecida a minha opinião pelo que me dispenso de a repetir.

Santana Maia

De NG a 26.02.2015 às 15:49

Santana Maia,
Chama questão processual a um crime que denuncia a falta de independência dos agentes judiciários e a sua colaboração consciente com os que utilizam a justiça para atingir objectivos políticos e económicos? Neste processo (ou noutro), haverá algum acto de corrupção ou fraude fiscal que possa causar maior dano à confiança dos cidadãos nas instituições do que este? Diz bem. Não há pior cego do que aquele que não quer ver.

De Rexistir a 26.02.2015 às 19:35

Nuno Gaspar

Não sei a que se refere e peço-lhe desculpa por não ter lido a notícia que me sugeriu. Mas, se a bastonária fez alguma crítica à Procuradora, isso não me compromete porque conheço ambas. E, neste momento, em que a guerra entre o Ministério da Justiça e a Ordem dos Advogados está ao rubro, é natural que alguém apanhe por tabela. Quem está de fora tem sempre uma percepção dos acontecimentos muito diferente daqueles que os conhecem por dentro. É a política...
Mas já não falta muito para poder tirar as suas dúvidas. Deixe o processo se tornar público.

Santana Maia

De Nuno Gaspar a 27.02.2015 às 02:42

Santana Maia,
Não sabe a que me refiro? Refiro-me ao conluio entre agentes judiciais e jornais de perseguição que procuram substituir a justiça dos tribunais. A sua bastonária até vai constituir-se assistente no processo para nos explicar a prática deste crime com detalhe.

http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=4423615

De Rexistir a 27.02.2015 às 19:01

Nuno Gaspar

Aguarde pela abertura do processo. Como já lhe disse, não quero, nem devo, falar do processo judicial de José Sócrates, nem das guerras marginais entre a Bastonária, a Procuradoria e o Ministério da Justiça. De José Sócrates falo apenas enquanto governante e a minha opinião sobre a sua gestão criminosa pode ser consultada neste blogue desde que o mesmo foi criado. Igualmente se pode saber a minha opinião a partir das minhas intervenções nas reuniões da câmara. E se tiver paciência de as ler até consegue relacionar uma coisa com outra... Numa conversa pessoal até posso ir mais longe mas não espere que o faça aqui no blogue.

Santana-Maia Leonardo

Comentar post



Perfil

SML 1b.jpg



Visitantes


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Quimeras


Alma, Eléctrico!


Livros

Capa - 3ª Edição.jpg

Capa - Frente.jpg

Capa Bocage.jpg 

Capa.jpg 

Eléctrico - Um Clube com Alma.jpg

Mistério Sant Quat (I).jpg


Livros-vídeo


eBooks




calendário

Fevereiro 2015

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D