Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

74409959_1546517245488787_7797878163748421632_n.jp

É desta forma que muitos benfiquistas colocam a questão quando alguém critica o facto de haver mais açorianos a torcer pelo Benfica do que pelo Santa Clara num jogo disputado entre ambos em Ponta Delgada.

Ora a questão não é essa. Qualquer pessoa tem obviamente o direito de ser do clube que lhe apetecer. O que não faz sentido é haver um campeonato de 18 clubes quando efectivamente só existem três clubes porque provavelmente a minoria dos adeptos que neste dia estava a torcer pelo Santa Clara é do Sporting ou do Porto, o que significa que estamos perante uma verdadeira fraude à verdade desportiva.

Com efeito, se uma escola organiza um campeonato inter-turmas ou inter-escolas, não é aceitável que os colegas da minha turma ou da minha escola joguem ou torçam por outra turma ou por outra escola. Se isto suceder, a minha turma ou a minha escola não podem participar no campeonato. Isto é uma evidência porque é a essência de qualquer competição.

Os jogos de um campeonato nacional são jogos entre cidades e regiões e não são jogos entre a selecção nacional representada pelo Benfica, Sporting e Porto e os clubes das aldeias de Portugal. Ou seja, o jogo entre o Santa Clara e o Benfica é um jogo entre os Açores e Lisboa. É assim em qualquer país e campeonato do mundo. Todos os clubes são identificados pela cidade ou região onde têm a sua sede. E se o Santa Clara não consegue encher o seu estádio com os seus adeptos num jogo contra o Benfica, só pode significar que é um clube pária, pelo que não devia ser permitido jogar na liga portuguesa.

Se forem assistir a um jogo do Barça ou do Madrid fora de casa a qualquer estádio espanhol, o estádio vai estar a abarrotar de adeptos do clube da casa num ambiente infernal. O ano passado em Sevilha, os adeptos do Sevilha eram 55 mil e os do Barça 400 e tivemos de pagar 100 euros por cada bilhete. Em Vigo foi a mesma coisa. Os bilhetes são caríssimos e os lugares disponíveis muito poucos e num topo. E é para quem quer.

Santana-Maia Leonardo