Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

João Carlos Espada - Público de 2-2-2015

(...)  Em democracia, nós lidamos com o desacordo dando-lhe espaço para se exprimir e oportunidade para a concorrência entre propostas moderadas rivais. Isso mesmo devia ter sido aplicado ao super-arriscado projecto de engenharia social chamado “moeda única europeia”. (Em meu entender, o próprio nome é discutível: porquê moeda única e não apenas moeda comum, em pacífica concorrência com as moedas nacionais?).

Em vez de “trivializar” o euro e de o deixar às livres flutuações das preferências parlamentares nacionais, os arquitectos do euro preferiram elevá-lo a um nível quase constitucional. O resultado não era difícil de prever (e de temer): a gradual emergência de partidos radicais e anti-sistema que iriam explorar o vazio artificialmente criado pela quase constitucionalização do euro.

Podemos ainda travar esta radicalização desnecessária? Espero que sim. Mas o primeiro passo consiste em perceber que as origens da radicalização estiveram na redução do leque de escolhas moderadas em oferta. Ainda vamos a tempo de aumentar esse leque.