Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

Pedro Sousa Carvalho - Público de 24-4-2015

António Costa encomendou a um grupo de 12 economistas a preparação de um documento que servirá de inspiração para a elaboração do programa eleitoral dos socialistas. Agora caberá aos órgãos sociais do PS fazer uma avaliação política. Na comissão política nacional do partido já houve quem torcesse o nariz e olhasse para a proposta do “despedimento conciliatório” como uma grande guinada neoliberal. Não é de admirar. Grande parte das ideias do documento, sobretudo as relacionadas com o mercado de trabalho, vem dos trabalhos e dos livros de Mário Centeno, um economista que veio de Harvard com ideias liberais. Um académico que, por exemplo, em relação ao salário mínimo nacional, tem uma opinião diametralmente oposta à de António Costa. O que só abona em favor de Costa o ter contratado. Economistas "yes-man" já os deve ter de sobra no Largo do Rato.

Mas como já admitiu o secretário-geral do PS, “este é um relatório técnico, não é a Bíblia, nem estes senhores, que são economistas, são os apóstolos”. São doze, mas é mera coincidência. Não são apóstolos, mas são crentes. Se algum dos apóstolos se chamasse Tomé e olhasse para as previsões do cenário macroeconómico do PS, era capaz de desconfiar e de querer ver para crer. Desemprego de 7,4% no final da década? E a maioria prevê 11,1%? Mas isto são previsões de economistas. Valem o que valem, ou seja, valem muito pouco. Outros 12 economistas que não estes seriam capazes de jurar a pés juntos que as previsões são outras e não estariam a blasfemar. (...)