Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

04 Nov, 2015

O canalha

A Maria Helena Oliveira [1]

Rexistir.jpg

Eu sou a morte pontual

das crianças com fome

Eu sou a cura milagrosa

das cirroses dos alcoólicos

Eu sou o paraíso abortado

 

Habito nos escombros da Cidade em ruínas

Navego no mar do desespero

Percorro a pé as ruas do fracasso

 

Eu sou o comerciante mentiroso

O vigarista

Eu sou o peregrino preguiçoso

O parasita

Eu sou o amante da derrota

O masoquista

 

Descanso no patamar da loucura

Frequento os cafés da ilusão

Durmo com as prostitutas condenadas

 

Eu sou o criminoso nunca preso

Eu sou a gaiola do pássaro

Eu sou o pássaro

 

Passeio-me pelos becos dos discursos

Semeio as ervas daninhas

Nego a existência de Sião

 

Eu sou a noite sem estrelas

O vento cortante

O barco sem leme

Eu sou o náufrago

 

Prometo a Paz

Fomento a guerra

Iludo os parvos

 

Eu sou o mercenário sempre pronto

Eu sou a morte voluntária

Eu sou a bomba já lançada

 

Afogo-me nas  águas poluídas

Alimento-me de carne virgem

Desfloro a utopia

 

Eu sou a corrente traiçoeira

A justiça cega

Eu sou a indiferença salvadora

Eu sou o crítico mordaz do criador

 

Eu sou

o HOMEM do século XX.  

 

Coimbra, 11 de Janeiro de 1978

------------------------------------------------

[1] Publicado in Revista CADERNOS DE LITERATURA, nº1, 1978