Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

FB_IMG_1578173067729.jpg

Escrevo esta crónica de Manchester, onde venho todos os anos por esta época para assistir ao vivo à festa do futebol inglês. E, como facilmente se constata, os adeptos ingleses são declaradamente contra o VAR e os cânticos, quando o VAR é chamado a intervir, não enganam: "It's not football anymore!"

Mas a abissal diferença entre a liga portuguesa e a inglesa é a forma como os clubes são tratados. Em Inglaterra, um lance polémico no jogo entre o Burnley-Aston Villa tem o mesmo destaque e o mesmo tratamento dum lance num jogo entre o City-Liverpool e é analisado da mesma forma em todas as televisões e por comentadores especialistas (ex-árbitros, ex-treinadores e ex-jogadores) imparciais e que colocam o futebol acima de qualquer interesse clubista.

Em Inglaterra, todos os clubes são iguais, independentemente da sua classificação, história, palmarés ou poderio económico, sendo extremamente fácil um clube histórico e com palmarés descer de divisão e um clube da II Liga transformar-se num grande clube inglês. Qualquer clube inglês é atractivo para um investidor porque a igualdade de tratamento está garantida.

Em Portugal, tal como no livro "O Triunfo dos Porcos", não existe qualquer possibilidade de isto suceder porque o elevador social, pura e simplesmente, não funciona. E não funciona por imposição legal dos animais que são mais iguais do que os outros. E quais são esses animais? Os Porcos, como não podia deixar de ser.

Santana-Maia Leonardo - Diário As Beiras de 8-1-2020