Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

Rexistir.jpg

Caríssimo leitor

Antes de entrar neste livro, aceite as desculpas de quem recebe na sua modesta casa um visitante tão ilustre.

Se vem à procura de poemas da cor da moda, bateu à porta errada. Mas tente compreender... Vivo em Ponte de Sor, uma pequena cidade do Alto Alentejo. Muitos dos meus amigos, aliás, a maior parte dos meus amigos, quando «emigraram», como estudantes, para Lisboa já não regressaram. A massa cinzenta, dizem-me, é como o rio Tejo, acaba sempre por desaguar em Lisboa.

É certo que também eu estudei em Coimbra e em Lisboa, onde tirei, respectivamente, as licenciaturas em Línguas e Literaturas Modernas e Direito. Mas tinha raízes demasiado profundas na minha terra para poder ser levado na enxurrada.

Ora, se é com a gente da minha terra que eu partilho a minha vida, como poderia conceber um livro que eles não entendessem? Que raio! são eles que se sentam à minha mesa e falam comigo!...

Eu sei o que está a pensar... Isso é tudo muito bonito, mas a verdade é que o progresso, a modernidade, numa palavra: o futuro, para chegar a Ponte de Sor, tem de apanhar o comboio em Lisboa. E nas artes, isso ainda é mais evidente ou não fossem os artistas a candeia que vai à frente...

É aqui que nós divergimos. Isso seria assim, como pensa, se a estrada civilizacional por onde nos conduzem tivesse saída. Caso contrário, o futuro está naqueles que ficaram para trás. E eu, confesso, sou um daqueles que não acredita que essa estrada tenha saída. Por isso, já voltei para trás.

Ponte de Sor, 19 de Maio de 2001