Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

COLUNA VERTICAL



Sábado, 10.02.18

Sou anti-SLB/FCP/SCP militante

Santana-Maia Leonardo

0 SM 1.jpg

No tempo da ditadura, os clubes portugueses viviam subjugados ao centralismo fascista de capital, estando a presidência da FPF destinada obrigatoriamente aos grandes de Lisboa, à boa maneira fascista e sem que os putativos democratas do Benfica e do Sporting se escandalizassem com isso.

Com o 25 de Abril e com o fim da obrigatoriedade da presidência da FPF ser dos grandes de Lisboa, o que só aconteceu, note-se, alguns anos após o 25 de Abril e com grande resistência do Benfica e do Sporting, acreditei que o futebol português seguisse definitivamente o caminho das ligas europeias.

Apenas despertei para a batota institucional e generalizada que estava implantada no campeonato português com o Apito Dourado. Mas o Apito Dourado não se resume nem se esgota nem nas escutas telefónicas selecionadas de acordo com a conveniências nem nas putas e nos árbitros.

Com efeito, qualquer pessoa séria que tenha a preocupação em conhecer o processo, ouvir as escutas telefónicas disponibilizadas e ler a fundamentação das diferentes decisões do Conselho de Disciplina e de Justiça e das sentenças penais e administrativas, chega necessariamente a duas conclusões que entram pelos olhos dentro: o FC Porto tinha ascendência e influência sobre o Conselho de Arbitragem e o SL Benfica controlava o Conselho de Disciplina e de Justiça.  

Ou seja, enquanto o FC Porto procurava ganhar o campeonato dentro de campo com a complacência dos árbitros, o SL Benfica procurava ganhar os jogos na secretaria através das doutas decisões do Conselho de Disciplina e de Justiça.

E com a fragilização do FC Porto, através das decisões do Conselho de Disciplina de Justiça que apenas foram revertidas dez anos depois pelos tribunais judiciais e administrativos, o SL Benfica viu aí uma oportunidade para tomar de assalto as instituições, servindo-se, designadamente, do grande apoio popular que tem, só comparável com o do Steua de Bucareste do ditador Ceausecu.

O Sporting, verdade se diga, sempre manteve alguma dignidade em todo este processo, que teve como consequência natural o ter ficado arredado dos títulos. Em Portugal, a honestidade e a seriedade não só não são recompensadoras como continuam a ser motivo de troça para os batoteiros e trafulhas que, infelizmente, aparentam ter um peso considerável na sociedade portuguesa.

E o Sporting, provavelmente cansado de ser gozado pelos batoteiros, resolveu entrar no jogo da batota, contribuindo para transformar a liga portuguesa num verdadeiro campeonato "Total Extreme Fighting" onde “vale-mesmo-tudo-até-tirar-olhos”.

Os sportinguistas estão certamente muito orgulhosos das boçalidades do seu presidente, sem sequer se darem conta do ridículo. Mas até nisso o Sporting tem azar: Bruno de Carvalho é demasiado ridículo para ser levado a sério. Até para líder de uma seita de batoteiros é necessário alguém que inspire um mínimo de confiança.

Autoria e outros dados (tags, etc)



Perfil

SML 1b.jpg



Visitantes


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Quimeras


Alma, Eléctrico!


Livros

Capa - 3ª Edição.jpg

Capa - Frente.jpg

Capa Bocage.jpg 

Capa.jpg 

Eléctrico - Um Clube com Alma.jpg

Mistério Sant Quat (I).jpg


Livros-vídeo


eBooks




calendário

Fevereiro 2018

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D