Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

12 Jan, 2016

O patrão

  A vida foi a minha única escola, Nas obras trabalhei, fiz uns biscates, Aprendi a fazer uns disparates,  Cheguei a passar mal, a pedir esmola.   Hoje tenho uma empresa, não dou bola, Sou um grande empresário com tomates, Tenho carros, piscina e uns dislates De subsídios tirados da cartola.   A minha vida vai de vento em popa, Mas a empresa já só produz credores E o destino vai ser a bancarrota.   (...)
  A trabalhar na construção civil Fui vendo e apercebendo que o dinheiro Morava na mansão do empreiteiro, Sem estatuto, nem estudos, nem perfil.   Esta vida, no fundo, é um funil, Onde só passa quem é bom olheiro, Qualidade que não falta ao pedreiro Que faz por dez e vende por dez mil.   O lucro não é todo para mim, Que, para construir muitos andares, Também se tem de dar algum pilim.   E (...)
05 Jan, 2016

O burocrata

  Sou funcionário sem hab’litações Numa repartição aqui do Estado, Vou até ao café, chego atrasado, Dou cabo dum cigarro e dos pulmões.   São bem difíceis todas as questões Para quem está, como eu, mal informado E pergunto ao colega ali do lado Que, por não saber, dá-me sugestões.   O público, se tem pressa, que aguente, Vendo esta cara linda e enfadada Com que eu atendo sempre toda a (...)
27 Dez, 2015

O doutor

  Sou médico no Centro de Saúde, Passo receitas, vejo se está mal, Se estiver, vai ter de ir prò hospital, Porque eu até já fiz mais do que pude.   Lá vai o bom tempo da gente rude Que de noite enfrentava o temporal... Agora que me importa se é fatal? E que ninguém já espere que isto mude...   É a economia de mercado E a saúde está cara e vende bem Ou já viram algum desempregado?   E (...)
15 Dez, 2015

O senhor agente

  Que saudades do tempo abençoado Em que havia respeito e honestidade! Que saudades do tempo em que a idade Era um posto e o ladrão bem-educado!   Hoje em dia um polícia está lixado Se quiser exercer a autoridade. E num mundo sem dó, nem piedade, Eu quero lá saber se és assaltado.   Passo umas multas, desço a avenida, Anoto as ocorrências e mais nada. A isto se resume a minha vida.   Pois se (...)
11 Dez, 2015

O advogado

  Não há nada pior para advogado Do que um cliente cheio de razão, Porque, mesmo que ganhe a sua acção, Vai sempre dizer: «Fui injustiçado!».   Os despachos e todo o processado São feitos prò ladrão ou aldrabão, Que ficam sempre bem, ganhem ou não (Tanto mais se estiver desempregado).   Gente séria, honesta e que se preza Foge dos tribunais de forma lesta, Que esta nossa justiça sempre lesa. (...)
06 Dez, 2015

Domvs Ivstitiae

Neste país de hipócritas e cunhas, O Direito e a Lei são instrumentos (como tão bem se vê p’los julgamentos) Para os quais só os ricos têm unhas.   A Justiça não é o que supunhas. Sem gente com vontade e com talento, Vai morrendo por cada adiamento, Quando morta não é p’las testemunhas.   Se tu não tens dinheiro ou conhecido Na t’levisão, na rádio ou na imprensa, P (...)
02 Dez, 2015

O sôtore

  A minha vocação de professor Levou-a a ministra da Educação Que coa sua varinha de condão   Me transformou num simples monitor.   Hoje ocupo os meninos, sou doutor, Finjo que lhes ensino uma lição, Mesmo sem saberem dou-lhes razão, Que o aprender aqui faz-se sem dor.                                             Compro um livro (só um) de cada vez, Vivo num quarto, como (...)
26 Nov, 2015

O aluno

  Temos aulas até cair prò chão... Bastantes disciplinas de fachada, Outras onde ninguém aprende nada, Mas que nos vão roubando a atenção.   Assim vai esta nossa educação, Ninguém ainda sabe a tabuada, O pessoal gosta é da coboiada, E, aos profes, a gente não dá mão.   Mas, sem saber contar, ler e escrever (Confesso que não sou lá muito afoito), Aqui alguma coisa hei-de aprender.   Na (...)