Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

COLUNA VERTICAL


Terça-feira, 15.03.11

REUNIÃO DA CÂMARA - 21/2/11 (acta fls.6-7)

CARGOS DIRIGENTES

Resposta da presidente da câmara

ao pedido de esclarecimento dos vereadores do PSD 

 

O vereador Santana-Maia Leonardo, apresentou igualmente outro pedido de esclarecimentos dos vereadores do PSD, referente a cargos dirigentes, conforme abaixo se descreve:

 

“Nos termos da lei que regulamenta os cargos dirigentes, a nomeação em regime de substituição carece sempre do respectivo despacho de nomeação e é sempre de carácter provisório, seguindo-se obrigatoriamente a abertura de procedimento concursal para preenchimento do lugar.  

 

Ora, sabendo os vereadores do PSD que o Director de Departamento de Obras já iniciou funções, gostaríamos de conhecer o despacho de nomeação, qual a data do início das suas funções e de saber se já foi aberto o respectivo procedimento concursal?

 

Por outro lado, sabendo-se que a Drª Ana Soares desistiu do cargo de Chefe de Divisão de Cultura para regressar a Tomar, gostaríamos de saber se este cargo irá ser reassumido pela Drª Odete Dias que, entretanto, regressou à nossa autarquia, depois de ter abdicado do lugar de Chefe de Divisão em Abrantes em prol da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira?

 

É que, se assim for, gostaríamos de saber quais os cargos de chefia nesta autarquia que são ocupados por via concursal.”

 

A presidente da câmara referiu que entregará uma cópia do despacho de nomeação do Director de Departamento, em regime de substituição, pois não tem consigo a data precisa dessa nomeação. O procedimento concursal para o preenchimento desse lugar está a decorrer.

 

Quanto à Divisão de Cultura e Turismo, de facto a Chefe de Divisão cessou a comissão de serviço e regressou à Câmara Municipal de Tomar. Por coincidência, a anterior Chefe de Divisão regressou ao Município de Abrantes, tendo sido nomeada, por seu despacho, como coordenadora dos serviços da divisão. Para já, o lugar de Chefe de Divisão não será provido, embora a seu tempo, isso possa vir a acontecer.

 

Esclareceu que, com excepção do Director do Departamento de Obras e Urbanismo, todos os outros dirigentes foram nomeados após procedimento concursal, sendo que no seu mandato enquanto presidente da câmara já renovou algumas comissões de serviço, conforme previsto na lei.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quarta-feira, 23.02.11

REUNIÃO DA CÂMARA DE 21/2/11 (extracto IV)

CARGOS DIRIGENTES 

Pedido de esclarecimento dos vereadores do PSD  

 

Nos termos da lei que regulamenta os cargos dirigentes, a nomeação em regime de substituição carece sempre do respectivo despacho  de nomeação e é sempre de carácter provisório, seguindo-se  obrigatoriamente a abertura de procedimento concursal para preenchimento do lugar.

 

Ora, sabendo os vereadores do PSD que o Director de Departamento de Obras já iniciou funções, gostaríamos de conhecer o despacho de nomeação, qual a data do início das suas funções e de saber se já foi aberto o respectivo procedimento concursal? 

Por outro lado, sabendo-se que a Drª Ana Soares desistiu do cargo de Chefe de Divisão de Cultura para regressar a Tomar, gostaríamos de saber se este cargo irá ser reassumido pela Drª Odete Dias que, entretanto, regressou à nossa autarquia, depois de ter abdicado do lugar de Chefe de Divisão em Abrantes em prol da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira?

 

É que, se assim for, gostaríamos de saber quais os cargos de chefia nesta autarquia que são ocupados por via concursal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sábado, 08.01.11

O CARGO E A PESSOA

Elsa Cardoso  

 

Na Câmara de Abrantes, uma coisa que salta à vista desarmada é a confusão que existe entre as pessoas e os cargos, como se o cargo não fosse independente da pessoa que em cada momento o desempenha.

  

Só assim se explica que, sempre que algum vereador questione sobre o mapa de pessoal, o conteúdo funcional, as competências ou as habilitações exigidas para desempenhar um determinado cargo, a senhora presidente e o funcionário que desempenha esse cargo considerem que se está a pôr em causa as competências específicas do funcionário para o exercício desse cargo.

  

Ora, uma coisa são as competências e habilitações de um funcionário que exerce determinado cargo, em virtude de serem essas as competências e habilitações regulamentarmente exigidas para aquele cargo; outra coisa completamente diferente é o juízo de valor sobre as habilitações e/ou competências exigidas para se desempenhar aquele cargo e sobre a necessidade da existência ou da reformulação das competências ou do conteúdo funcional do mesmo.

 

No primeiro caso, estamos no âmbito da verificação da execução do regulamento; no segundo caso, estamos no âmbito da discussão do próprio regulamento.

 

Por outro lado, quando os vereadores do PSD consideram inaceitável que um presidente da câmara ou governante, seja do PS, PSD, CDS ou CDU, nomeie para um cargo público um familiar ou amigo, tal também não significa que considerem o familiar ou amigo incompetente ou desqualificado para o cargo.

 

O que está aqui apenas em causa é o processo da nomeação não é a qualificação ou a competência do nomeado que até pode ser a pessoa mais qualificada para o efeito.

 

Este é, aliás, um princípio elementar de transparência que distingue as democracias liberais da Europa e América do Norte das democracias africanas ou sul-americanas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quinta-feira, 14.01.10

AS MINÚSCULAS E AS MAIÚSCULAS

Santana-Maia Leonardo - in Nova Aliança

 

Como todos sabemos ou, pelo menos, devíamos saber, os nomes de cargos, postos ou dignidades hierárquicas, sejam quais forem os respectivos graus, bem como os vocábulos que designam títulos, qualquer que seja a importância destes, escrevem-se com minúsculas. Assim, deve-se escrever: o primeiro-ministro José Sócrates, o ministro Jorge Lacão, a presidente da câmara Maria do Céu Albuquerque e o vereador António Belém Coelho. Acontece que, para surpresa minha, nas actas do executivo municipal, presidente da câmara e vereadores escrevem-se sempre com maiúscula.
 
Se estivéssemos perante um texto literário ou um artigo de opinião, podíamos entender que estaríamos perante um recurso estilístico. Acontece que uma acta é um texto utilitário, de carácter meramente informativo e que se deve caracterizar precisamente pela objectividade.
 
Então, por que razão presidente da câmara e vereadores aparecem com maiúsculas nas actas do executivo? Por desconhecimento das mais elementares regras da língua portuguesa, não deve ser. Mal parecia, aliás, que um executivo formado por sucessivas levas de licenciados as desconhecessem. Só encontro uma explicação: a cultura do respeitinho tão típica dos lusitanos e que, nos brasileiros, os leva a chamar de doutor qualquer homem rico, mesmo sem qualquer qualificação académica.
 
É, assim, em Abrantes e, provavelmente, na maior parte dos municípios portugueses, onde certamente também ninguém acatará a norma da língua portuguesa que manda escrever em minúsculas «presidente da câmara», por achar impensável que um cargo tão importante (salvo seja) possa ser escrito de outra forma que não seja em maiúsculas. Por aqui se vê o nível da nossa iliteracia democrática.
 
Mas, parafraseando Edmond Rostand, era bom não se esquecer que, se «são as letras maiúsculas que compõem um título, são as minúsculas que escrevem o livro.»

Autoria e outros dados (tags, etc)


Perfil

SML 1b.jpg



Visitantes


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Quimeras


Alma, Eléctrico!


Livros

Capa - 3ª Edição.jpg

Capa - Frente.jpg

Capa Bocage.jpg 

Capa.jpg 

Eléctrico - Um Clube com Alma.jpg

Mistério Sant Quat (I).jpg


Livros-vídeo


eBooks




calendário

Julho 2019

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D