Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

Santana-Maia Leonardo - in Nova Aliança     Nas eleições presidenciais, Sócrates precisava:    (I) que Manuel Alegre, apesar do seu apoio, tivesse uma derrota estrondosa, para liquidar, de vez, a oposição interna que defende uma coligação de governo à esquerda e que já andava a levantar a crista, adivinhando o fim de ciclo e preparando a sucessão;   (II) que Cavaco Silva vencesse (...)
Santana-Maia Leonardo - in Nova Aliança    As próximas eleições presidenciais são, na verdade, o espelho do labirinto sem saída onde o actual sistema político nos conduziu. Porque se Cavaco Silva é o candidato do sistema, como resulta claramente da promulgação da vergonhosa lei do financiamento partidário, os outros candidatos presidenciais representam, por sua vez, as maleitas do sistema.   (...)
Extracto da entrevista de João César das Neves ao DN de 19/12/10   Em Abril ou Maio, houve um Conselho Europeu e o eng. Sócrates voltou com um puxão de orelhas da Merkel, dizendo: os alemães disseram “Portugal tem de fazer coisas!” Nos dias seguintes foram anunciadas duas medidas. Primeira, cortes no subsídio de emprego e no rendimento social de inserção. Depois, manutenção do TGV para o futuro. E eu percebi… Um Governo socialista vai cortar o subsídio de desemprego e o (...)
Santana-Maia Leonardo - in Nova Aliança    A crítica de Manuel Alegre a Cavaco Silva por este não ter sido um resistente ao salazarismo é, no mínimo, surpreendente, sobretudo vinda de quem vem. Com efeito, faço a justiça de considerar que também para Manuel Alegre, tal como para mim, todos os homens têm a mesma dignidade social, independentemente da sua nacionalidade, raça, sexo, (...)
12 Dez, 2010

AS PRESIDENCIAIS

António Belém Coelho    As eleições presidenciais que se avizinham, apesar da crise sem precedentes em que vivemos, parece ser daquelas em que a opção será das mais claras e transparentes para a grande maioria da população.   Apreciando o leque de candidatos, certamente todos eles com o direito constitucional de se poderem fazer eleger, e sobretudo apreciando as linhas programáticas de (...)
Santana-Maia Leonardo - in Público de 6/11/10    Sempre votei e apoiei Cavaco Silva. E fi-lo sempre por convicção. E foi precisamente por acreditar na sua promessa de que seria capaz de devolver Portugal ao crescimento e prosperidade, em "cooperação estratégica" com a maioria socialista, que votei nele nas últimas presidenciais.   Acontece que Cavaco Silva teve o condão de me fazer perder (...)
Santana-Maia Leonardo - in Nova Aliança     Sempre votei e apoiei Cavaco Silva. E fi-lo sempre por convicção. E foi precisamente por acreditar na sua promessa de que seria capaz de devolver Portugal ao crescimento e prosperidade, em "cooperação estratégica" com a maioria socialista, que votei nele nas últimas presidenciais.   É óbvio que, para haver "cooperação estratégica" com o (...)
O Presidente da República entendeu promulgar a lei que institucionaliza o casamento civil entre pessoas do mesmo sexo. Fê-lo invocando a "ética da responsabilidade" e contra o seu próprio parecer sobre a questão.   A expressão "ética da responsabilidade" é redundante, porque a irresponsabilidade nunca é ética, como é óbvio. "Responsabilidade" significa, etimologicamente, o "peso" (pondus, em latim), de "coisa" (em latim, res), ou seja, ser responsável é acarretar com as (...)
Santana-Maia Leonardo - in Nova Aliança   José Sócrates é, hoje, o grande referencial do grau zero (ou melhor, abaixo de zero) a que chegou a política e a ética no nosso país, onde a falta de vergonha e o descaramento se associaram, ao mais alto nível, para corromper a essência de todas as instituições democráticas. Compreendo as preocupações e os receios do Presidente da República. (...)