Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

COLUNA VERTICAL


Quinta-feira, 21.10.10

REUNIÃO DA CÂMARA DE 11/10/10 (acta fls.3)

FINAL DA TAÇA DE BASEBOL EM ABRANTES

Informação do vereador Manuel Jorge Valamatos

 

O vereador Manuel Jorge Valamatos deu conta que, nos dias 9 e 10 de Outubro, decorreu na Cidade Desportiva de Abrantes a Final da Taça de Basebol (…). Foi uma actividade que contou com a presença de muitas pessoas, durante todo o dia. Pode retirar-se desta forte adesão do público que o basebol é uma oferta desportiva que também mobiliza muitas pessoas, independentemente de poder agradar ou não a generalidade da população abrantina. (…)

 

O vereador Santana Maia disse que não se pode comparar a adesão do público a uma modalidade que, quando acontece, só acontece num dia, com a adesão aos jogos de futebol que acontecem várias vezes ao longo de todo o ano. Disse que concordam com a diversidade, mas que os vereadores do PSD defendem que tem que ser dada prioridade às modalidades de preferência da população, como é o caso do futebol, o que significa que, não se deveria pensar em construir o estádio de basebol, sem existirem campos de relva sintética nas freguesias, como Tramagal, Alferrarede e Pego.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Domingo, 18.04.10

O DR RICARDO COSTA

Santana-Maia Leonardo - in Nova Aliança 

 

Apesar de o assunto não me interessar particularmente, acabei por ouvir, quase sem querer, a entrevista de Ricardo Costa, o presidente do Conselho de Disciplina da Liga de Clubes, à SIC Notícias.

 

E à medida que ia ouvindo a sua argumentação categórica e fundamentada com que defendia acaloradamente o seu acórdão e destruía o acórdão do Conselho de Justiça, a instância de recurso, veio-me à memória a definição de juiz dada pelo meu primo o juiz conselheiro Lopes Maia Gonçalves, recentemente falecido: «um juiz é um homem bom e sensato. Ponto final. E se possível, letrado».

 

Ora, Ricardo Costa mostrou, durante a entrevista, ser um jovem bastante letrado a quem falta, no entanto, as duas qualidades essenciais de um juiz. Com efeito, nem é um homem bom, faltando-lhe em humildade e ponderação o que lhe sobeja em arrogância e dogmatismo; nem sensato porque, se o fosse, nunca aceitaria, sendo presidente do Conselho de Disciplina, discutir publicamente um acórdão de uma instância de recurso.

 

Pelo que ouvi, Ricardo Costa será certamente um bom advogado e um bom doutrinador, mas nunca poderá ser um bom juiz e, consequentemente, um bom presidente do Conselho de Disciplina.

 

No entanto, para os últimos meses do seu mandato, deixo-lhe aqui uma regra que a minha mãe, juiz conselheira jubilada e ex-professora do Centro de Estudos Judiciários, ensinava aos seus alunos: «Antes de darem uma sentença, pensem sempre como decidiriam se não soubessem nada de direito. Depois, quando derem a sentença, se verificarem que esta decisão se afasta muito da outra, é porque alguma coisa está errada, porque o legislador, em regra, faz as leis a pensar em soluções justas e sensatas e não em soluções disparatadas».

 

Bastava Ricardo Costa ter seguido esta regra, para evitar que o seu acórdão tão bem fundamentado resultasse numa decisão tão disparatada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quinta-feira, 10.09.09

TORNEIO DE INICIADOS (5 de Setembro)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quarta-feira, 02.09.09

C.P.C.D. DE SENTIEIRAS

 

No passado dia 26 de Agosto, Santana Maia, Belém Coelho, Elsa Cardoso, Fátima Ferreira (candidatos do PSD à Câmara de Abrantes), Manuela Ruivo, Anabela Martinho, Susana Martins (candidatas à Assembleia Municipal), acompanhados por Luís Ablú Dias, candidato a presidente da Junta de Freguesia de S. Vicente, e de vários elementos da sua lista, visitaram a localidade de Sentieiras e a sede do Centro Popular Cultural e Desportos de Sentieiras, tendo a visita sido guiada por Rui Batista, tesoureiro, e Filipe Rodrigues, presidente da Assembleia Geral desta colectividade.
 
Centro Popular Cultural e Desportos de Sentieiras é uma colectividade fundada em 13/2/1977 e com grande dinamismo, cuja finalidade é servir a comunidade, promovendo actividades culturais e ludico-desportivas. A sua equipa de futebol disputa o campeonato distrital do INATEL, tendo este ano alcançado a melhor classificação de sempre: 4º lugar entre 66 equipas. Na época de 1998/99, venceu a Taça de Disciplina do INATEL, feito sempre de salientar e que muito honra o clube, os seus atletas e dirigentes.
 
Esta colectividade tem um jornal mensal onde divulga as actividades que leva a cabo: actividades para idosos (dança, teatro, etc.), festas temáticas, dia do sócio, actividades ludico-desportivas (BTT, desportos tradicionais, passeios pedestres, etc). O presidente da direcção é, actualmente, Tiago Pombo.
 
Mais uma vez, é patente a falta de apoio a que estas associações estão votadas pela autarquia. Tudo nestas localidades é arrancado a ferros, fruto da tenacidade e do trabalho de quem aí vive.
 
Esta candidatura não esquece, no entanto, o esforço tremendo de todos os dirigentes que militam, diariamente, nestas instituições, a título voluntarioso, e que nunca desistem, lutando contra todas as adversidades, que são muitas, a começar pelo abandono a que são votados pelo município. Estas pessoas enchem-nos de orgulho e fazem-nos ter esperança num futuro melhor, sendo certo que solidariedade social é uma dádiva fundamental na construção de uma sociedade equilibrada, harmoniosa e justa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quinta-feira, 18.06.09

CULTURA E DESPORTO

(Discurso de Santana Maia na apresentação dos candidatos do PSD à Câmara Municipal de Abrantes - 5ª parte)
 
Nós não aceitamos que a Câmara gaste mais em programas culturais que servem apenas uma pequena clientela do que em promover os artistas e os grupos da região. A partir de Outubro, Abrantes irá passar a ser o ponto de encontro e de divulgação dos artistas e dos grupos não só do nosso concelho mas também de toda a uma região que Abrantes aspira a liderar e federar.
 
Como apaixonado do desporto e praticante desportivo, não posso calar a minha indignação e revolta pelo facto de o concelho de Abrantes ter tantos campos de relva sintética como campos de basebol. Os autarcas não têm de nos impingir os seus gostos desportivos, à custa do dinheiro dos contribuintes.
 
Se o futebol é o desporto com maior número de praticantes, os campos de relva sintética, no ano 2000, deveriam ser proporcionais ao número de praticantes. Campos de relva sintética ao serviço das associações desportivas, das escolas e de todos os cidadãos, em geral, que gostam de praticar a modalidade.
 
Se o futebol é o desporto nacional, por que razão continua a existir este complexo de esquerda de negar ao povo, em geral, e aos jovens, em particular, nas escolas e nas suas freguesias, a prática do seu desporto favorito, em campos com as condições adequadas? (cont.)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sábado, 13.06.09

SPORT ABRANTES E BENFICA

 

No dia 4 de Junho, Santana Maia e António Belém Coelho, candidatos do PSD à Câmara de Abrantes, visitou o Estádio Municipal de Abrantes para acompanhar ao trabalho das camadas jovens do Sport Abrantes e Benfica.
 
O Sport Abrantes e Benfica é a filial nº2 do Sport Lisbo e Benfica, tendo sido fundado em 10 de Junho de 1916 por: Francisco Neves, Manuel Luís Ribeiro, João Alves Matias e Raul Campos Petronilho. Trata-se de um clube de formação, não tendo equipas seniores, e tem 425 sócios. Actualmente tem em formação os seguintes escalões: escolinhas, escolas, infantis, iniciados, juvenis e juniores.
 
Trata-se de uma colectividade, constituída por pessoas com elevado espírito cívico, que se tem revelado essencial na ocupação dos tempos livres da juventude e na sua formação ética e desportiva, sendo também uma das grandes referências desportivas da cidade de Abrantes.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quinta-feira, 28.05.09

TRAMAGAL SPORT UNIÃO

  

No dia 15 de Novembro de 2008, Santana Maia, candidato do PSD à Câmara de Abrantes, acompanhado de Gonçalo Oliveira, presidente da comissão política concelhia do PSD, visitou o campo de futebol e as instalações do Tramagal Sport União, tendo a visita sido guiada por Fernando Agostinho, presidente da direcção.
 
Tramagal Sport União foi fundado em 1 de Maio de 1922, por iniciativa de empregados da Metalúrgica Duarte Ferreira, e nasceu da fusão de dois clubes: o Tramagal Futebol Clube e Desportivo de Tramagal. Esta colectividade disputou, durante muitos anos, o campeonato nacional da 2ª divisão de futebol, chegando a estar a um passo de subir à 1ª Divisão Nacional. Por lá passaram grandes jogadores e treinadores como é o caso de Emídio Graça, Marco Aurélio, Vítor Manuel, Pedra e José Brito.
 
O TSU passa, neste momento, por algumas dificuldades, mas continua a ser uma colectividade fundamental para a juventude tramagalense, mantendo em actividade uma grande quantidade de atletas, quer no futebol, quer no basquetebol. Apesar das dificuldades por que passa a colectividade, a Direcção levou a cabo, com grande esforço financeiro e sacrifício pessoal dos dirigentes, a ampliação e remodelação das instalações dos balneários e gabinetes adjacentes.
 
Pelo seu passado desportivo, que garante a continuidade de um projecto e o entusiasmo pelo futebol, e, sobretudo, pela quantidade de jovens que mantém em actividade, torna-se incompreensível que o campo de jogos não tenha ainda sido dotado de um tapete de relva sintética.
 
Mais uma vez, é patente a falta de apoio a que estas associações estão votadas pela autarquia. Esta candidatura não esquece, no entanto, o esforço tremendo de todos os dirigentes que militam, diariamente, nestas instituições, a título voluntarioso, e que nunca desistem, lutando contra todas as adversidades, que são muitas, a começar pelo abandono a que são votados pelo município. Estas pessoas enchem-nos de orgulho e fazem-nos ter esperança num futuro melhor, sendo certo que solidariedade social é uma dádiva fundamental na construção de uma sociedade equilibrada, harmoniosa e justa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sábado, 23.05.09

VISITA AO CENTRO. C. D. DA AMOREIRA

 

No dia 11 de Janeiro, Santana Maia, candidato do PSD à Câmara de Abrantes, acompanhado dos vice-presidentes da comissão política concelhia do PSD Emídio Direito e Luís Ablú, assistiu ao jogo de futebol do campeonato do Inatel disputado pelo Centro Cultural e Desporto da Amoreira, visitou as instalações do clube e confraternizou com os jogadores, associados e dirigentes do clube.
 
Esta associação foi fundada em 20/11/1980, por Arsénio Cristóvão, João Afonso, Jorge Barra e Costa, sendo o futebol de 11 a sua principal actividade. Teve a sua génese no Centro Popular de Trabalhadores de Amoreira fundado em 1979 e que teve dois motivos determinantes para a sua criação: o advento do 25 de Abril que proporcionou o aparecimento de uma grande número de associações tanto culturais como desportivas; o elevado número de jovens que residiam em Amoreira e desenvolviam a sua actividade desportiva preferida, ou seja, o futebol, noutras equipas principalmente na Casa do Povo de Rio de Moinhos.
 
Por determinação do INATEL, ao fim de alguns anos, o Centro Popular de Trabalhadores de Amoreira, deu lugar ao actual Centro de Cultura e Desporto de Amoreira. Consta no seu palmarés dois títulos de campeão distrital, nas épocas de 1987/88 e 2001/02, tendo sido diversas vezes campeão de série e duas vezes vice-campeão distrital.
 
Esta candidatura não esquece o esforço tremendo de todos os dirigentes que dedicam os seus tempos livres à causa pública, militando nas diferentes associações do nosso concelho, lutando contra todas as adversidades, que são muitas, a começar pelo abandono a que são votados pelo município. Estas pessoas enchem-nos de orgulho e fazem-nos ter esperança num futuro melhor, sendo certo que solidariedade social é uma dádiva fundamental na construção de uma sociedade equilibrada, harmoniosa e justa.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quinta-feira, 14.05.09

PARABÉNS, PEGO!

Santana Maia - in Nova Aliança

 

 No passado domingo, assisti ao jogo decisivo de subida à Divisão de Honra entre a Casa do Povo do Pego e Assentiz que a equipa da casa venceu por um categórico 3-0. Parabéns, pois, ao Pego, aos seus dirigentes, sócios, adeptos e jogadores por mais esta brilhante vitória da sua equipa de futebol que lhe garante a subida à Divisão de Honra.

 
No entanto, ao entrar naquele recinto desportivo, acabei também por recordar a minha vida de dirigente associativo. E se há coisas que tenho dificuldade em perceber é a total indiferença dos nossos autarcas pela qualidade dos equipamentos desportivos destinados à prática do futebol amador.  
 
Na verdade, se o futebol é, sem qualquer sombra de dúvida, o desporto com mais praticantes e adeptos, como é possível, em pleno século XXI, freguesias como o Pego, Alferrarede, Tramagal, Rio de Moinhos, Mouriscas, Rossio… não terem, pelo menos, um campo de futebol em condições. Ou seja, um campo de relva sintética e balneários condignos?
 
E não me venham falar em falta de dinheiro. Porque se houve dinheiro para mandar fazer aquela estátua ao desperdício à beira Tejo, se houve dinheiro para fazer um campo de basebol e se há dinheiro para atirar pela janela em tanta propaganda, também tem de haver dinheiro para o essencial. E as instalações desportivas destinadas à prática de futebol amador são obra de primeira necessidade. Com efeito, não se combate a droga e a delinquência juvenil só com fóruns para a juventude, palestras e conversa fiada, nem a impingir desportos que a maioria não aprecia, nem pratica.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sábado, 09.05.09

NÚCLEO SPORTINGUISTA DE ALFERRAREDE

 

O núcleo sportinguista de Alferrarede foi fundado em 29 de Setembro de 1994. A sua principal actividade é o futebol de formação, mas também tem uma equipa de atletismo. No futebol de formação, têm, neste momento, 52 jovens atletas, em escalões de Escolinhas, Escolas e Infantis. No próximo ano desportivo (2009/2010), o Núcleo irá ter mais um escalão: o de Iniciados. Neste momento, a equipa de Infantis lidera o campeonato Distrital.

Entre outras actividades, o Núcleo Sportinguista organiza, com regularidade, visitas ao Estádio Alvalade XXI e à Academia do Sporting, assim como várias excursões por ano aos jogos do Sporting em Alvalade. Este ano, o Núcleo participará nas festas do 50º aniversário da Junta de Freguesia de Alferrarede e nas festas da cidade de Abrantes. Em Junho próximo, estará no encontro anual de núcleos do Sporting, a ter lugar na Figueira da Foz. No primeiro fim-de-semana de Julho, organizará um espectáculo musical denominado  "Gala do Sporting" e, em Setembro, um passeio de BTT. Em Outubro, será a festa do 15º aniversário.
 
Enfim, apesar de se tratar de uma pequena colectividade, é constituída por pessoas com vontade de trabalhar e que, apenas com carolice e com o sacrifício do tempo de lazer, procuram elevar o nome do Sporting Clube de Portugal, alimentando assim a paixão que sentem pelo clube.

As dificuldades residem, como é óbvio, nos escassos recursos financeiros de que dispõe e obriga a puxar pela imaginação para angariar algum dinheiro para as necessidades do quotidiano do núcleo. Recentemente, recorde-se, o Núcleo adquiriu uma carrinha de nove lugares para transportar os seus atletas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sábado, 28.03.09

QUEM É AMIGO?

por António Belém Coelho

  
Por estas horas o Engº Sócrates deve estar a pensar qual a maior comenda que poderá atribuir ao árbitro Lucílio Baptista e aos seus auxiliares. A razão não será para menos. não está aqui em causa o benfiquismo do primeiro-ministro. Apenas o papel de tonto útil, passe a expressão, que o referido árbitro está a desempenhar neste preciso momento.
 
Passo a explicar: enquanto toda a gente discute se foi ou não grande penalidade, ninguém discute o desemprego. Enquanto toda a gente discute se o jogo se deve ou não repetir, ninguém discute os milhões ou biliões entregues à banca para a financiar e promover o crédito, que não chega a ninguém.E ninguém discute se o Governo deve ou não repetir as suas decisões ou indecisões. Enquanto toda a gente discute se a retirada de determinado clube da direcção da Liga, ninguém discute a retirada do Governo face a resultados calamitosos que neste caso, não resultaram de arbitragem. Enquanto toda a gente discute se esta discussão serve ou não para pressionar a arbitragem até fim do campeonato, ninguém se preocupa em pressionar o governo até fim do mandato.
 
Assim, nada mais resta ao Engº Sócrates do que agraciar o árbitro Lucílio Baptista e respectiva equipa pelos bons serviços prestados à Nação e ao governo.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Perfil

SML 1b.jpg



Visitantes


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Quimeras


Alma, Eléctrico!


Livros

Capa - 3ª Edição.jpg

Capa - Frente.jpg

Capa Bocage.jpg 

Capa.jpg 

Eléctrico - Um Clube com Alma.jpg

Mistério Sant Quat (I).jpg


Livros-vídeo


eBooks




calendário

Julho 2019

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D