Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

A candidatura do PSD marcou o primeiro dia de campanha oficial, efectuando simbolicamente várias acções de campanha na freguesia de S. Vicente. A lista candidata à Junta de Freguesia de S. Vicente liderada por Luís Ablú é composta por pessoas modernas, conhecedoras da realidade social e económica da freguesia, com competências técnicas reconhecidas de todos,  que garantem o empenho e a dedicação na defesa dos interesses da freguesia mais populosa do concelho.   
  No passado dia 26 de Agosto, Santana Maia, Belém Coelho, Elsa Cardoso, Fátima Ferreira (candidatos do PSD à Câmara de Abrantes), Manuela Ruivo, Anabela Martinho, Susana Martins (candidatas à Assembleia Municipal), acompanhados por Luís Ablú Dias, candidato a presidente da Junta de Freguesia de S. Vicente, e de vários elementos da sua lista, visitaram a localidade de Sentieiras e a sede do Cent (...)
  Luís Ablú Dias tem 37 anos e é natural de S. Vicente, onde reside. Formado em Engenharia e Gestão Industrial, é Responsável de Serviço Produção de Energia numa empresa da região. É actualmente membro da Assembleia de Freguesia de S. Vicente, tendo sido eleito, como independente, nas listas do PSD. Pertenceu, durante vários anos, aos órgãos sociais do Sporting Clube de Abrantes, tendo (...)
  Luís Nuno Ablú Dias foi escolhido, por unanimidade, como candidato social-democrata à Junta de Freguesia de S. Vicente. Luís Nuno Ablú Dias tem 37 anos e é natural de S. Vicente, onde reside. Formado em Engenharia e Gestão Industrial, é actualmente Responsável de Serviço Produção de Energia numa empresa da região. Humanista e pessoa dedicada à vida social e associativa da sua terra e (...)
por Luís Ablú Dias   Com esta teimosia de querer inaugurar qualquer coisa já começa a ser evidente que este executivo municipal só pretende dar música à população. Ligar as luzes de Natal já se tornou uma tradição, tal como qualquer outra a festa.   A verdade é que não estou a criticar os eventos ou as iniciativas (que têm o seu mérito), mas deviam ser concretizadas outras obras fundamentais para os munícipes deste concelho, como forma de combater a desertificação, (...)