Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

COLUNA VERTICAL


Sexta-feira, 22.04.11

DOSSIÊ III: DIREITO DA OPOSIÇÃO

Todas as intervenções (da mais recente para a mais antiga) dos vereadores eleitos pelo PSD sobre o tema «DIREITO DA OPOSIÇÃO»

 

Reunião da câmara de 9/6/11 (VIII)

Reunião da câmara de 9/6/11 (V)

Apoio à Gala da Antena Livre suscita polémica

Reunião da câmara de 30/5/11 (III)

Reunião da câmara de 16/5/11(I)

Câmara de Abrantes não respeita o estatuto da oposição

Reunião da câmara de 4/4/11 (I) 

Reunião da câmara de 21/6/10 (I) 

Vereadores queixam-se ao Ministério Público 

Comunicado à impensa de 11/6/10 

Reunião da câmara de 7/6/10 (III) 

Reunião da câmara de 3/5/10 (III) 

A Lei da Rolha e a Lei da Selva 

Reunião da câmara de 12/4/10 (I) 

Reunião da câmara de 1/3/10 (I) 

Reunião da câmara de 26/4/10 (IV)

As promessas de Abril

Palavra de honra

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quarta-feira, 21.07.10

REUNIÃO DA CÂMARA DE 28/6/10 (acta fls.13 e 14)

OBSERVÂNCIA DO PRINCÍPIO DO PLURALISMO NO BOLETIM "PASSOS DO CONCELHO"

Proposta de deliberação dos vereadores do PSD

 

N° 18 - Proposta de Deliberação dos Vereadores eleitos pelo PSD, relativa à observância do princípio do pluralismo no boletim "Passos do Concelho" e no portal da Câmara de Abrantes, apresentada em 12 de Abril de 2010, que abaixo se transcreve:

 

"Foi com grande atenção que ouvimos o Ex.mo Senhor Dr Nelson Carvalho, antigo presidente da câmara, insurgir-se, na Antena Livre e em nome da liberdade de expressão, contra a aprovação da norma que introduziu a chamada «lei da rolha» nos estatutos do PSD.

 

Concordamos em absoluto.

 

Mas, se a «lei da rolha», num partido político e no curto período de 60 dias antes do acto eleitoral, já é intolerável, que dizer da sua aplicação prática e contínua no Boletim Municipal "Passos do Concelho" e no portal do município que são publicados a expensas da Câmara Municipal e que silenciam totalmente as propostas, as intervenções e as tomadas de posição da oposição, como se o executivo fosse monocolor?

 

É, pois, chegada a hora de dar cumprimento à Directiva 1/2008 do Conselho Regulador da Entidade Reguladora para a Comunicação Social e, consequentemente, acabar de vez com a "lei da rolha" no Boletim "Passos do Concelho" e no portal do município.

 

Com efeito, como dispõe aquela directiva, tratando-se os boletins municipais «de publicações de titularidade pública e sujeitas ao respeito pelo princípio do pluralismo, encontram-se obrigadas a veicular a expressão das diferentes forças e sensibilidades político-partidárias que integram os órgãos autárquicos».

 

Face ao exposto, vimos propor a observância do princípio do pluralismo, nomeadamente ao nível dos conteúdos noticiosos publicados no boletim "Passos do Concelho" e disponibilizados no portal da Câmara de Abrantes, assim como em todos os sites institucionais do município, abstendo-se, relativamente aos espaços dedicados à livre expressão da opinião das diversas sensibilidades político-partidárias que integram o executivo municipal, de práticas editoriais que possam comprometer a prossecução do pluralismo e a liberdade dessa expressão, dando, desta forma, cabal cumprimento ao estatuto do direito da oposição e à Directiva n°l/2008 do Conselho Reguladora da ERC. (...)

 

Deliberação: Por unanimidade aceitar a proposta, a título de recomendação, e remeter aos serviços para junção ao processo em desenvolvimento.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quinta-feira, 06.05.10

REUNIÃO DA CÂMARA DE 3/5/10 (extracto III)

AGENDAMENTO DAS PROPOSTAS DOS VEREADORES DO PSD

Requerimento dos vereadores do PSD 

 

Os vereadores do PSD vêm requerer o agendamento das suas propostas de deliberação sobre:

 

(1) encerramento da Escola EB 2,3 de Alvega;

(2) segurança de peões em zonas críticas do centro histórico;

(3) abertura das comportas do açude e fiscalização da zona envolvente;

(4) observância do princípio do pluralismo no boletim "Passos do Concelho" e no portal da Câmara de Abrantes;

(5) transporte e atendimento dos doentes das localidades sem médico e apoio domiciliário dos acamados.

 

Trata-se de propostas que não requerem estudos especiais, nem encargos elevados para o município, sendo, no entanto, essenciais e urgentes para a qualidade de vida e da democracia no concelho.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sábado, 17.04.10

PSD QUER FIM DA LEI DA ROLHA NA CÂMARA

Mirante on line de 17/4/2010

 

Os vereadores do PSD na Câmara de Abrantes acusam a maioria socialista de fomentar a “lei da rolha” ao não dar voz às suas posições políticas no boletim informativo municipal Passos do Concelho e no Portal de Abrantes, “que são publicados a expensas da câmara municipal”.

 

Em intervenção na última reunião do executivo, Santana-Maia Leonardo e António Belém Coelho dizem que “é chegada a hora” de a Câmara de Abrantes cumprir as directivas do Conselho Regulador da Entidade Reguladora para a Comunicação Social, que defende "o pluralismo e a obrigação de veicular a expressão das diferentes forças e sensibilidades politico-partidárias que integram os órgãos autárquicos”.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Terça-feira, 13.04.10

REUNIÃO DA CÂMARA DE 12/4/10 (extracto I)

PASSOS DO CONCELHO E PORTAL ABRANTES

Proposta de deliberação dos vereadores do PSD

 

Foi com grande atenção que ouvimos o Ex.mo Senhor Dr Nelson Carvalho, antigo presidente da câmara, insurgir-se, na Antena Livre e em nome da liberdade de expressão, contra a aprovação da norma que introduziu a chamada «lei da rolha» nos estatutos do PSD.

Concordamos em absoluto.

 

Mas, se a «lei da rolha», num partido político e no curto período de 60 dias antes do acto eleitoral, já é intolerável, que dizer da sua aplicação prática e contínua no Boletim Municipal "Passos do Concelho" e no portal do município que são publicados a expensas da Câmara Municipal e que silenciam totalmente as propostas, as intervenções e as tomadas de posição da oposição, como se o executivo fosse monocolor?

 

É, pois, chegada a hora de dar cumprimento à Directiva 1/2008 do Conselho Regulador da Entidade Reguladora para a Comunicação Social e, consequentemente, acabar de vez com a "lei da rolha" no Boletim "Passos do Concelho" e no portal do município.

 

Com efeito, como dispõe aquela directiva, tratando-se os boletins municipais «de publicações de titularidade pública e sujeitas ao respeito pelo princípio do pluralismo, encontram-se obrigadas a veicular a expressão das diferentes forças e sensibilidades político-partidárias que integram os órgãos autárquicos».

 

Face ao exposto, vimos propor a observância do princípio do pluralismo, nomeadamente ao nível dos conteúdos noticiosos publicados no boletim "Passos do Concelho" e disponibilizados no portal da Câmara de Abrantes, assim como em todos os sites institucionais do município, abstendo-se, relativamente aos espaços dedicados à livre expressão da opinião das diversas sensibilidades político-partidárias que integram o executivo municipal, de práticas editoriais que possam comprometer a prossecução do pluralismo e a liberdade dessa expressão, dando, desta forma, cabal cumprimento ao estatuto do direito da oposição e à Directiva nº1/2008 do Conselho Reguladora da ERC.

 

Nota Final: esta nossa proposta reproduz textualmente a Deliberação do Conselho Regulador da Entidade Reguladora para a Comunicação Social nº1/PLU-I/2009, referente à queixa de Ilda Figueiredo, vereadora da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia, contra o boletim Gaia Informação Municipal, o site institucional da Câmara Municipal de Vila Nova de Gaia e o portal Gaia Global.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Quinta-feira, 25.02.10

A FACE OCULTA ABRANTINA

Santana-Maia Leonardo - in Nova Aliança

 

Ponto um: a maioria dos portugueses está absolutamente convencida de que José Sócrates é a cabeça do polvo do processo «Face Oculta», ou seja, desse plano orquestrado pelo poder político, em aliança com o poder económico, para controlar e domesticar a comunicação social hostil ao Governo. Ponto dois: a maioria dos portugueses acha essa pretensão de José Sócrates absolutamente natural.
 
Isto dito assim parece chocante, mas a verdade é que as câmaras municipais têm contribuído de forma decisiva para domesticar o povo, incutindo-lhe, através da sua prática corrente, de que é absolutamente natural que quem detém o poder o use para controlar a comunicação social.
 
Abrantes não foge à regra. Quem folhear um jornal local e a revista camarária «Passos do Concelho» apenas nota diferença na qualidade do papel, porque as notícias são praticamente as mesmas e escritas no mesmo tom. Aliás, para sermos rigorosos, a revista «Passos do Concelho» até costuma ser mais comedida no tom reverencial da maioria das notícias.
 
E quanto aos colunistas, sucede esta coisa absolutamente espantosa: quanto mais um jornal está colado ao poder mais valoriza os colunistas dos partidos da oposição, desde que estes critiquem a oposição local, obviamente. Até porque, em Abrantes, ao contrário de Roma, o poder socialista sempre tratou bem aos traidores.

Autoria e outros dados (tags, etc)


Perfil

SML 1b.jpg



Visitantes


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Quimeras


Alma, Eléctrico!


Livros

Capa - 3ª Edição.jpg

Capa - Frente.jpg

Capa Bocage.jpg 

Capa.jpg 

Eléctrico - Um Clube com Alma.jpg

Mistério Sant Quat (I).jpg


Livros-vídeo


eBooks




calendário

Julho 2019

D S T Q Q S S
123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D