Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

COLUNA VERTICAL

"Barcelona respira liberdade e harmonia por todos os poros."

Santana-Maia Leonardo - in Semanário Ao contrário do que muita gente pensa, Democracia e Liberdade não só não são sinónimos como nem sempre vivem de mãos dadas..A Venezuela e a Rússia, por exemplo, são democracias, uma vez que os governos são eleitos através de sufrágio universal. No entanto, no que toca ao respeito das mais elementares liberdades individuais, (...)
23 Set, 2009

ABRANTES INSEGURA

Santana Maia - in Nova Aliança   A relação dos portugueses com as comunidades ciganas nem sempre foi pacífica. Com efeito, apesar da longa permanência destas comunidades em território português, a verdade é que nem estas comunidades, alguma vez, manifestaram grande interesse em se integrar, nem os portugueses se mostraram muito abertos à integração. No entanto, o pulso de ferro da ditadura (...)
Santana Maia - in Nova Aliança   É chegada a altura de enaltecer a extraordinária capacidade de previsão de José Miguel Júdice, o novo ideólogo de esquerda pós-socialista, que, há cerca de um ano, garantia, no Público, que a esquerda europeia iria governar por muitos e bons anos, uma vez que se tornara no partido natural de Governo. E por que razão isso sucedia? (Não sucedia, obviamente. (...)
por Santana Maia - in Nova Aliança Nos Estados Unidos da América, raramente um director se mantém, durante muito tempo, à frente da mesma empresa. Aliás, quando o director começa a conhecer bem a empresa e os funcionários, significa, para a administração, que está, na altura, de mudar de empresa.Isto parece contraditório mas reside precisamente aqui o segredo do sucesso das grandes empresas (...)
 Santana Maia - in Nova Aliança  Como toda a gente sabe, não sou um defensor nem do estilo, nem dos métodos do actual Bastonário da Ordem dos Advogados. Agora também é verdade que o actual Bastonário é o fruto natural da árvore plantada pelos anteriores Bastonários, excepção feita ao Dr Pires de Lima. Com efeito, apesar de a advocacia ser uma profissão liberal na sua essência, a (...)
Santana Maia - in Nova Aliança   As nossas escolas, associações e a sociedade, em geral, não se podem transformar numa corrida de bicicletas. Eu sou a favor da competição e da concorrência. Mas de uma competição e de uma concorrência saudáveis. Ou seja, uma competição que leve cada um de nós a procurar superar-se e não a uma competição que vise endeusar o camisola amarela e humilhar o (...)
13 Jul, 2009

VOZES DE BURRO

Santana Maia - in Nova Aliança  «Quem não se sente não é filho de boa gente». E vai daí toda a gente se acha no dever de responder à letra a qualquer insulto de que seja vítima. Ora, para uma pedrada nos acertar, é necessário, em primeiro lugar, que nós estejamos ao seu alcance. Da mesma forma, para que um insulto nos atinja, é necessário, antes de mais, que quem o profere esteja ao nosso (...)
19 Abr, 2009

A CORRUPÇÃO

por Santana Maia   A actual lei está tão bem feita que a denúncia dos crimes de corrupção e tráfico de influências tem sempre este desfecho: arquivamento do processo relativamente aos corruptos e julgamento por difamação ou denúncia caluniosa de quem teve a falta de senso de denunciar o crime. A corrupção e o tráfico de influências vivem em Portugal a coberto do aparelho de Estado. Esta (...)
Santana Maia - in Nova Aliança de 3/4/2009  Olhando para o actual espectro partidário, até parece, assim à primeira vista, que não há qualquer diferença substantiva entre um social-democrata e um socialista. Aliás, em bom rigor, ambos os partidos disputam o mesmo espaço político e o mesmo eleitorado.  É certo que os comentadores bem tentam empurrar o PSD para a direita, mas a realidade não (...)
12 Fev, 2009

O ovo da serpente

Com a queda do muro de Berlim, o mundo ocidental respirou fundo e adormeceu tranquilo, convencido da impossibilidade de alguém poder pôr em causa, no século mais próximo, a sua segurança e o seu bem-estar físico e psicológico. Sendo certo que o muro de Berlim ruiu sem que a Europa ocidental tivesse contribuído, por aí além, para esse evento. Com efeito, o muro desmoronou-se quando Ronald Reagan, contra todas as vozes apocalípticas que se ergueram e manifestaram na Europa, (...)